Como criar uma marca: 9 dicas práticas para tirar uma nova marca do papel

Como criar uma marca: 9 dicas práticas para tirar uma nova marca do papel

Antes, durante e depois de lançar uma marca no mercado, deve-se considerar uma série de fatores. Afinal de contas, como criar uma marca de sucesso? Existe uma fórmula pronta para isso?

Nesse sentido, eu já posso adiantar que não existe uma fórmula mágica para a criação de uma marca de sucesso. No entanto, há passos importantes e necessários para esse processo de criação e consolidação de uma marca de sucesso no mercado.

Para isso, eu trouxe 9 dicas práticas que são fundamentais para esse processo. Vale ressaltar que essas dicas e ferramentas se aplicam em qualquer tipo de empresa, de qualquer tamanho. Vamos juntos?

Afinal, o que é necessário para criar uma marca?

Antes de mais nada, toda marca parte de uma ideia. Sendo assim, se você chegou até aqui, é porque provavelmente já possui uma ideia de negócio estabelecida em mente.

A partir disso, existe uma série de passos iniciais que são fundamentais para a consolidação de qualquer tipo de marca. Alguns deles podem parecer desnecessários a princípio. No entanto, quando ignorados, podem fazer falta no futuro.

Nesse sentido, todas as dicas presentes neste post são muito importantes e a maioria delas deve se repetir com frequência.

Afinal de contas, o processo é contínuo, e vivendo em um mundo de constantes mudanças, atualizações são necessárias. Por exemplo, a sua identidade visual pode (e deve) sofrer alterações ao longo do tempo.

1- Como criar uma marca: analise o seu público-alvo

O primeiro passo que deve ser feito após a ideia de uma marca é a análise do público-alvo. Do que o seu público gosta? O que ele esperaria da sua marca? Qual é o tipo de conteúdo que o seu público consome?

Entender o perfil, hábito, comportamento e preferências do seu público alvo é fundamental para a construção de uma marca. 

A melhor forma de entender como é o seu público é por meio da pesquisa de mercado. Ao fazer uma pesquisa voltada para o seu público alvo, você compreenderá exatamente como ele se sente e quais são as suas dores e necessidades.

Nesse sentido, após definir para quem você direcionará a sua marca, você entenderá como irá se comunicar com essa pessoa, qual linguagem utilizar e qual conteúdo esse público consumirá.

Crie uma persona e um mapa de empatia 

A persona é a representação ideal do seu cliente. Para definir uma persona, você deve literalmente personificar o seu cliente ideal e definir o maior número de detalhes possíveis sobre ele.

Isso ajudará a humanizar o seu cliente ideal, facilitando na compreensão de seus hábitos e preferência.

Nesse sentido, existem ferramentas online e gratuitas para a criação de uma persona que são práticas e intuitivas. O Fantástico Gerador de Personas é uma delas. Lembrando que uma marca também pode ter mais de uma persona.

Além disso, o mapa de empatia é um complemento da persona. O objetivo dele é trazer mais detalhes para a personalidade da persona. 

O mapa de empatia consiste em 6 perguntas para a sua persona, que são:

  • O que ela pensa e sente? Quais são os principais sentimentos dela?
  • O que ela ouve?
  • Quais são suas dores?
  • O que ela vê? 
  • O que ela fala e faz?
  • Quais são suas necessidades?

Para criar o mapa de empatia, existem diversas ferramentas e templates gratuitos disponíveis na internet. O Canvas Generation e o Lucidspark são algumas delas. 

2- Teste a viabilidade da marca

Muitas vezes, quando temos uma ideia em mente, acreditamos que ela pode ser inovadora e genial. No entanto, quando o assunto é a ideia de uma marca, é preciso ter cautela, pois essa ideia pode não ser tão viável assim.

Além disso, consultar a opinião de amigos, familiares e conhecidos pode não ser uma boa ideia. Afinal, por serem pessoas que pelo seu sucesso, as opiniões podem acabar sendo parciais.

Nesse sentido, o ideal é fazer uma pesquisa de teste de viabilidade de marca com pessoas desconhecidas, para resultados mais concretos. No entanto, essas pessoas não podem partir do seu mailing ou das suas redes sociais.

Nesse caso, o ideal é fazer essa pesquisa com pessoas anônimas, pertencentes a um painel de consumidores.

3- Registre a marca

Uma vez que você já possui uma ideia consolidada, percebeu que ela é rentável e já conhece o seu público, é hora de colocar a mão na massa e registrar a sua marca.

Vale ressaltar que o registro da sua marca é a única maneira de protegê-la de forma legal em possíveis casos de plágio ou outras questões jurídicas. Logo, considere esse processo como um investimento.

Para criar um registro de marca, você deve acessar o portal do INPI e seguir o passo-a-passo do guia básico de marca.

Quanto custa o registro de uma marca?

Desde 2019, o valor fixo para fazer o pedido de registro de marca com especificação pré aprovada é de R$ 355,00. Quando o pedido é feito com especificação de livre preenchimento, o valor sobe para R$ 415,00.

Além disso, existem outras taxas que devem ser pagas ao longo do processo de registro de marca. Você pode encontrar todos esses valores por meio da Tabela de Retribuições dos Serviços de Marcas.

4- Analise a concorrência

Ao analisar as estratégias dos seus concorrentes, você poderá tirar vários insights interessantes para várias etapas de criação da marca.

Por exemplo, ao analisar o posicionamento de marca da concorrência nas redes sociais, site e blog, você saberá com qual tom e voz as outras marcas do seu segmento estão se comunicando com o público-alvo.

Além disso, analisando o engajamento do público com as marcas concorrentes, você também pode obter insights sobre os conteúdos que funcionam ou não. Nesse sentido, você conhecerá também um pouco sobre o perfil do público-alvo.

Lembrando que a ideia não é plagiar conteúdos e estratégias, e sim analisar a forma em que eles podem se adaptar para a sua marca.

5- Faça um planejamento estratégico

Na etapa do planejamento estratégico, você definirá pontos importantes para a estrutura do seu negócio. 

Nesse sentido, o planejamento estratégico de negócio vale para todas as áreas da sua empresa: atendimento, vendas, marketing, e por aí vai.

Esse é o momento em que você traçará metas gerais e específicas de cada setor. Além disso, também definirá a verba para cada um deles.

Sendo assim, o primeiro passo para definir um planejamento de marca é responder às cinco perguntas iniciais, que são:

  • Onde estamos?
  • Por que estamos aqui?
  • Onde poderíamos estar?
  • Como podemos chegar lá?
  • O que precisamos fazer?

6- Invista em Branding

O Branding é uma das etapas principais quando o assunto é “como criar uma marca”. Afinal de contas, ele envolve todo o trabalho da gestão de marca, considerando todas as ações necessárias para que a sua marca seja reconhecida, lembrada e valorizada.

Por se tratar de um investimento contínuo e de longo prazo, muitas empresas acabam desvalorizando essa etapa, o que não deveria acontecer, uma vez que é justamente todo esse trabalho que irá gerar valor para a sua marca.

Para se fazer branding, é preciso levar dois pilares em consideração: a identidade visual e a parte estratégica.

Em relação à identidade visual, ela será responsável por mostrar como a sua marca será visualmente apresentada para o mundo. Nesse sentido, essa identidade envolve a criação de um manual da marca, logo, tipografia, cores, entre outros elementos visuais.

No livro “Manual de Identidade Visual. Guia Para Construção de Manuais”, de Daniella Michelena Munhoz, você encontra um guia completo com o passo a passo para a construção da identidade visual de uma marca. 

Além disso, a pesquisa de imagem de marca é muito importante para ter uma visão de como a sua marca está sendo percebida pelo seu público alvo.

Já em relação à parte estratégica, ela será responsável por mostrar como a sua marca se comunica do lado não visual.

Nesse sentido, você trabalhará em aspectos como personalidade da marca, tom e voz, canais e conteúdo. Tudo isso será importante para mostrar como o propósito da sua marca é transmitido para o mundo.

7- Defina um posicionamento de marca

Em linhas gerais, o posicionamento de marca define a maneira que você deseja que os clientes reconheçam a sua marca

Nesse sentido, observe que essa não é a maneira como os seus clientes enxergam a sua marca, e sim, como você quer que eles enxerguem. Além disso, também não se trata do que a sua marca realmente é reconhecida, e sim, como você gostaria que ela fosse reconhecida.

Sendo assim, para definir o posicionamento de marca, é preciso responder às perguntas: 

  • A quem o seu produto se destina?
  • Qual a dor que o seu produto resolve?
  • Qual o seu diferencial perante a concorrência?

8- Como criar uma marca: faça pesquisas contínuas

As pesquisas de mercado se encaixam em praticamente todas as etapas anteriores. Elas serão fundamentais para que os momentos de tomada de decisões se baseiem em dados concretos, e não em achismos.

Além disso, dependendo do tipo de pesquisa, o ideal é que ela seja feita com pessoas que fazem parte do seu público alvo e que você não as conheça, para trazer resultados imparciais e concretos.

Nesse sentido, a Plataforma de Pesquisa do Opinion Box conta com um Painel de Consumidores, com mais de 150 mil usuários que estão aptos para responder qualquer tipo de pesquisa.

Você pode criar a sua própria pesquisa, segmentando o seu tipo de público e criando um questionário próprio. Além disso, também temos modelos de questionários editáveis disponíveis. Quer saber mais? Fale com um de nossos consultores!

9- Como criar uma marca: aposte na experiência do cliente

Vivemos em uma era na qual apenas oferecer produtos e serviços de qualidade já não é mais o suficiente para conquistar e fidelizar clientes. É preciso ir além. 

Nesse sentido, é preciso considerar a área de Customer Experience (CX) desde a concepção de uma marca. Afinal de contas, tudo deve se voltar para oferecer a melhor experiência possível para o seu cliente.

Sendo assim, é essencial definir metas de CX e ficar de olho nos principais indicadores, que são o NPS, CSAT e CES.

O Opinion Box possui uma Plataforma de Customer Experience, na qual você poderá realizar as principais pesquisas de satisfação e analisar os resultados através de uma plataforma simples e dinâmica para colocar as suas metas em ação. Comece agora um teste grátis por 30 dias

 

Também poderá gostar de:

AUTOR

Danielle Salgado

Publicitária, fotógrafa e a louca dos gatos. Apaixonada por Marketing, adora descobrir coisas novas e falar sobre elas. Tem o sonho de viajar pelo mundo.