O que é MVP e como tirar seu produto minimamente viável do papel

Pedro D'Angelo
O que é MVP e como tirar seu produto minimamente viável do papel

Quem está pensando em empreender ou dando os primeiros passos nessa direção, já deve ter ouvido falar em MVP. Esse termo representa um estágio inicial e totalmente decisivo de um novo negócio. Para empreender com segurança e correndo o mínimo de riscos, o produto minimamente viável faz toda a diferença.

Este artigo é um guia para te ajudar a entender o que é o MVP e como você precisa criá-lo corretamente para garantir o sucesso do seu negócio. Leia para descobrir!

O que é MVP e por que você precisa dele

O MVP (Minimum Viable Product, ou Produto Minimamente Viável) é um termo difundido por Eric Ries, como parte de sua metodologia Lean Startup. Sua definição trata de uma versão inicial de um novo negócio, usada para validar o empreendimento.

Na prática, o MVP é gerado por meio de uma série de testes, que resulta na quantidade máxima de aprendizado validado sobre clientes com o mínimo de esforço. O método foi pensado para ser o mais ágil possível, ao mesmo tempo que minimiza os riscos de prejuízo. Parece coisa de startup e realmente é, já que esse tipo de negócio também tem como premissa um grande crescimento, que mesmo sendo seguro, é previsto para acontecer no menor espaço de tempo possível.

Até aqui já pode ter ficado claro o principal motivo pelo qual um novo negócio parte de um MVP: ele valida hipóteses. Como sempre falamos ao tratar das pesquisas de mercado e suas funções, não dá para tomar grandes (ou mesmo as pequenas) decisões de negócio sem dados.

O MVP, portanto, é uma maneira de colocar um negócio no mercado, com o mínimo de estrutura necessário para fazê-lo funcionar, mas ainda com segurança e a devida validação.

Por que optar por um MVP

Além de garantir segurança para empreender, trabalhar com a ideia de um MVP ainda traz outros benefícios. Entre as vantagens competitivas que um MVP proporcional, ele pode servir para:

  • Verificar se o produto é atraente para os usuários em potencial;
  • Descubra novas tendências que você pode aproveitar ao desenvolver a versão completa do produto;
  • Conquistar consumidores early adopters e fidelizá-los, fortalecendo a marca antes da versão final sair;
  • Se planejar melhor, economizar tempo e dinheiro no desenvolvimento do produto final;
  • Atrair investidores que vão querer apostar no seu produto!

Como definir o MVP: por onde começar

A definição de um MVP começa, como toda estratégia de sucesso, por um bom planejamento e pelo embasamento em dados.

A primeira etapa no desenvolvimento do seu MVP, antes de avaliar quais recursos você vai lançar, é garantir que o produto esteja alinhado com os objetivos estratégicos da sua empresa.

Quais são esses objetivos? Você está trabalhando para obter um número de receita definido nos próximos meses? Você tem recursos limitados? Essas perguntas podem afetar se agora é a hora de começar a desenvolver um novo MVP.

Além disso, se pergunte para que esse produto mínimo viável servirá. Será para entrar em um mercado totalmente novo? Para posicionar um novo produto complementar a outros que você já tem? Se esse é um dos seus objetivos de negócios atuais, esse plano de MVP pode ser estrategicamente viável.

E o público do seu MVP?

Depois desse primeiro momento de identificar problemas específicos que deseja resolver, você vai pensar a quem seu MVP vai servir.

Agora que você determinou que seus planos de MVP estão alinhados com seus objetivos de negócios, comece a pensar nas soluções específicas que deseja que seu produto ofereça aos usuários. Por isso, vai ser essencial conhecer o seu usuário.

Pensando nisso, o primeiro passo é conhecer as suas buyer personas.

Se você já tem clientes, investigue as características deles e procure por padrões. Encontre os principais segmentos onde trabalham, os cargos que eles ocupam e suas características pessoais. Faixa etária, o lugar onde moram, quanto ganham por mês, sua situação familiar. Procure também entender suas ambições, medos e a forma como eles enxergam o mundo – e o que esperam dele.

Caso você ainda não tenha clientes, não se preocupe. Para esse primeiro exercício, faça uso de uma boa desk research, que também vai te munir de dados importantes para definir o MVP.

Entenda o que o seu público espera de verdade de um produto inicial seu. Seu MVP deve partir disso para começar de cara no mercado com valor real para o consumidor.

Em seguida, o que te espera, é ainda mais pesquisas.

Pesquisas para novos produtos

Além de investigar as buyer personas, seu MVP pode contar com a ajuda de outras várias pesquisas de mercado.

Conhecendo o seu público, tenha em mente que todo produto novo precisa entregar algum tipo de valor para seu consumidor. Antes de lançar um produto no mercado, então, apresente esse valor para o consumidor e veja se está de acordo com o que ele busca.

Em uma pesquisa de mercado, apresente o conceito do seu produto aos consumidores. Mostre para eles a proposta, descrevendo o produto em linhas gerais. Conte o que o cliente do seu negócio obteria de vantagens ao comprar ou contratar.

Com esse fedback você vai entender se o conceito é percebido, entendido e valorizado. Use as informações para ajudar a moldar uma versão mais redonda do que vai para o mercado.

Aproveite também o momento de desenvolvimento do MVP para pesquisar a concorrência.

Durante o lançamento de produto é essencial investigar o que já existe no mercado. Avaliar a concorrência ajuda a evitar fracassos que independem da qualidade do seu produto, do MVP à versão final. Um produto semelhante muito mais barato, ou vendido por uma marca bastante consolidada no mercado podem apresentar grandes riscos à sua estratégia.

Também é importante levantar dados sobre como fazer a precificação do seu serviço. Cair no mercado sem um preço que o consumidor esteja disposto a pagar pode te levar ao fracasso rapidamente. Não é fácil chegar no número perfeito, mas com planejamento e levantando os dados certos é possível chegar no preço ideal para o seu produto ou serviço. Por isso, entreviste seu público também para testar esse aspecto do seu MVP.

Essas são apenas algumas das principais pesquisas que vão ajudar a desenvolver um MVP que passe seu valor e valha o seu investimento. Para continuar aprendendo a levantar dados relevantes para todas as etapas de um negócio, baixe nosso ebook no banner abaixo. Separamos as 10 principais pesquisas de mercado mais importantes para ter sucesso e deixar a concorrência para trás.

Também poderá gostar de:

Pesquisas para abrir novos negócios: 5 erros comuns e como evitá-los A ideia de abrir novos negócios pode seduzir muitas pessoas. Mas como colocar esse plano em prática corretamente? Com...
Cultura organizacional: como implantar uma cultura forte na sua empres... A cultura organizacional é um ponto que merece muita atenção da liderança da empresa. Descubra o que é, por que ela e tã...
AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.