Analista de Growth Hacking: a profissão que não para de crescer

Analista de Growth Hacking: a profissão que não para de crescer

Qual empresa não quer crescer e ganhar espaço no mercado rapidamente? Apesar de ser relativamente nova, as empresas vêm investindo cada vez mais na área de growth hacking, justamente com esse objetivo. E é aí que entra o importante papel desempenhado pelo Analista de Growth.

Nesse sentido, para ser um bom profissional de growth hacking, é preciso dar muito mais importância para as habilidades e competências técnicas do que a formação. Afinal de contas, ainda não existe um curso superior específico nesta área.

No post de hoje, eu vou te contar tudo que você precisa saber sobre esse profissional que vem sendo bastante requisitado nas empresas. Vamos lá?

O que é growth hacking?

A estratégia de growth hacking basicamente consiste em trabalhar no crescimento acelerado de uma empresa, baseando-se em testes e experimentos que resultarão em melhores práticas de trabalho no dia-a-dia..

Nesse sentido, ao contrário do que muitos podem pensar, o growth hacking não é uma metodologia, e sim, uma forma de pensar.

Sendo assim, antes mesmo de contratar uma equipe especializada na área, é preciso entender primeiro qual a melhor forma de levar o seu negócio ao crescimento. Afinal de contas, o que adiantaria contratar profissionais competentes sem que os gestores estejam preparados para essa mudança na forma de pensar?

Além disso, o growth hacking trabalha com três principais premissas, que são:

  • Crescer: é a premissa básica da área. Para que ela aconteça da melhor forma, é muito importante focar em diferentes expertises, que passam pelos pilares da aquisição, ativação, receita, retenção e indicação de usuários.
  • Métrica norte: ela irá definir o que significa crescimento para um negócio ou qual será o principal problema que a empresa deve resolver. Esse indicador pode ser, por exemplo, a quantidade de leads qualificados (MQL), leads aceitos por vendas (SAL), número de clientes, entre outros.
  • Experimento: é por meio dele que as possibilidades serão validadas ou não. Os experimentos podem ser considerados como o motor do growth hacking. Eles podem ser, por exemplo, testes A/B, testes de descoberta, testes de canais de comunicação, entre outros.

Agora que você já sabe detalhadamente o que é growth hacking, vamos entender melhor como um Analista de Growth trabalha.

O que faz um Analista de Growth Hacking?

O Growth Hacker, ou Analista de Growth, é o profissional responsável pela criação, análise e desenvolvimento de testes e experimentos voltados para melhorias rápidas e contínuas em um negócio. 

Nesse sentido, o principal objetivo desse profissional é promover um rápido crescimento da empresa e a otimização de processos e recursos para evitar gastos extras desnecessários, sempre de forma estratégica.

Sendo assim, as demandas do analista de growth são multidisciplinares, indo desde a combinação de ações de marketing digital como anúncios, marketing de conteúdo, dados, performance e estratégias para as redes sociais, por exemplo, até atividades que envolvem a área de tecnologia da informação. 

Qual a importância do Analista de Growth para as empresas?

A resposta é simples: o crescimento. Mas é preciso se atentar em um detalhe: o profissional de growth hacking não fará um “milagre” instantâneo na empresa.

Como eu já disse anteriormente, para que as ações implementadas pelo analista de growth tenham resultado na prática, é preciso mudar o mindset da empresa como um todo.

Afinal de contas, não adianta fazer testes e experimentos práticos se as outras áreas da empresa não se envolverem no processo.

Além disso, o analista de growth consegue fortalecer e consolidar um produto ou serviço ao  mercado de atuação e ao público-alvo de maneira rápida e eficiente.

Outras vantagens do profissional de growth hacking para as empresas são:

  • Aumento da audiência e engajamento nos principais canais de comunicação;
  • Aumento na aquisição de novos clientes;
  • Fidelização e melhoria no relacionamento com o cliente;
  • Melhoria nos indicadores de performance;
  • Crescimento ágil e inteligente;
  • Redução de custos.

Quais as competências necessárias para esse profissional?

Para trabalhar na área de growth, existem algumas competências indispensáveis ao profissional. As principais são:

Ser multidisciplinar

Como o analista de growth trabalha com diversas áreas em uma organização, é fundamental que ele entenda os diferentes processos que envolvem cada uma delas.

No entanto, é claro que o profissional não precisa dominar o conhecimento sobre todas as áreas, e sim os processos que envolvem a área de growth.

O importante é que essa pessoa esteja preparada e disposta para conhecer e entender diferentes áreas de uma organização.

Trabalho em Equipe

Como o analista de growth permuta por diferentes áreas em uma organização, o trabalho em equipe será fundamental para o desenvolvimento das atividades.

Nesse sentido, esse profissional nunca irá trabalhar sozinho. Afinal, ele precisará contar com a equipe para aprimorar os resultados da empresa.

Criatividade e curiosidade

Como o analista de growth irá trabalhar frequentemente com testes e novos experimentos, é preciso ser criativo para abrir a cabeça e inovar em busca de soluções palpáveis. 

Além disso, é preciso que a pessoa seja curiosa para ter uma busca frequente por novos estudos e aprendizados, uma vez que é uma área que passa por constantes mudanças e aprimoramentos.

Boa comunicação

Como o profissional de growth hacking precisará lidar com diferentes pessoas de outras áreas e até mesmo com os consumidores no dia-a-dia, a habilidade da comunicação será indispensável.

Além de falar sobre atividades e resultados, a escrita também faz parte de uma boa comunicação.

Qual o salário do Analista de Growth?

O salário do Analista de Growth depende do grau de senioridade do profissional. No entanto, como é uma área nova, costumam faltar profissionais qualificados no mercado. Logo, a média salarial desse profissional costuma ser maior do que em outras áreas.

Ainda assim, esse valor pode ser considerado como um importante investimento pelas empresas, sendo que o analista de growth consequentemente ajudará as organizações a reduzirem seus custos.

Sendo assim, um profissional de nível júnior ganha por volta de 3 salários mínimos, e um profissional de nível sênior pode chegar a ganhar mais de 8 salários mínimos.

Aqui no Opinion Box, nós estamos com uma oportunidade de Analista de Marketing (growth) para se juntar ao nosso time. Saiba mais sobre os requisitos e candidate-se!

Também poderá gostar de:

AUTOR

Danielle Salgado

Publicitária, fotógrafa e a louca dos gatos. Apaixonada por Marketing, adora descobrir coisas novas e falar sobre elas. Tem o sonho de viajar pelo mundo.