O que você não pode esquecer ao criar seu questionário de pesquisa

Pedro D'Angelo
O que você não pode esquecer ao criar seu questionário de pesquisa

O processo de fazer uma pesquisa de mercado não precisa ser complicado. Você pode, inclusive, fazer todo o seu projeto de pesquisa sozinho e sem sair da frente do computador. Porém, criar um questionário de pesquisa requer muita atenção.

Não importa se você vai mandar a pesquisa para os seus contatos ou para um painel de respondentes erros não podem passar batido. E nós sabemos: às vezes, precisamos nos lembrar de muita coisa para evitar os erros. Mas fique tranquilo, nós vamos repassar aqui os itens que você não pode esquecer de jeito nenhum para criar um questionário de pesquisa de sucesso. Vamos lá?

Revisar o texto

Um texto sem erros também garante a credibilidade da sua pesquisa. Imagine só se você recebe um material cheio de erros, sejam eles ortográficos, de concordância ou mesmo de digitação. Pode parecer que o texto foi feito sem conhecimento da língua, com pressa ou “de qualquer jeito”. A impressão que fica é bastante ruim, certo?

Revisar o texto do questionário com atenção impede que sua pesquisa passe essa imagem. Leia tudo quantas vezes for necessário para não deixar os erros passarem. Se ainda não se sentir seguro, peça ajuda a alguém que ainda não tenha um olhar “viciado” sobre o texto. Outra dica boa para encontrar os erros que podem estar no seu questionário é ler as perguntas e respostas em voz alta.

As perguntas estão obrigatórias?

Na maioria das vezes, as perguntas inseridas em um questionário são essenciais para a sua pesquisa de mercado. Cada pergunta tem um objetivo e visa entender algum aspecto do objetivo da pesquisa.

Algumas vezes, porém, podemos incluir perguntas que não são estritamente necessárias para a pesquisa. Alguns exemplos são perguntas do tipo “justifique sua resposta anterior” e “fale mais sobre sua experiência”. Elas podem oferecer insights valiosos, mas você pode optar por deixar em aberto se o respondente deve ou não ser obrigado a respondê-las.

Considerando as duas situações, você deve sempre garantir se suas perguntas estão ou não marcadas como obrigatórias, de acordo com seu objetivo. No Opinion Box, ao cadastrar uma pergunta, é só marcar ou desmarcar a caixa “pergunta obrigatória”, que aparece ao acrescentar/editar cada pergunta do questionário.

Recomendado para você: Conheça os tipos de pergunta e quando usar cada um na sua pesquisa de mercado

Valide todas as alternativas

Durante todo o processo de elaboração de uma pesquisa de mercado, precisamos sempre cobrir todos os cenários. Esse é um item do checklist que deve ser cumprido antes de enviar uma pesquisa.

No questionário, cobrir todos os cenários significa se certificar que os respondentes terão – ao menos – uma opção de resposta com a qual vão se identificar.

Imagine que você esteja fazendo uma pesquisa de hábitos de consumo para lançar um serviço de delivery de comida. Ao perguntar a frequência em que o consumidor faz pedidos de comida via delivery, você deve dar uma opção para quem nunca faz esse tipo de compra. Nesse caso, você garante uma opção para que esses respondentes se identifiquem e, consequentemente, fica sabendo a proporção de pessoas que rejeita esse serviço.

Dica: alternativas como “não se aplica”, “outros” e “nenhuma das opções” aparecem frequentemente como solução para cobrir todos os cenários.

Outro ponto a conferir nas alternativas é se os intervalos delas estão corretos. No exemplo acima, não vale dar apenas as opções “Todos os dias”, “3 ou 4 vezes por semana” e “Menos de 3 vezes por semana”. Reparou como as opções de 5 e 6 dias por semana ficou de fora? Esse tipo de “buraco” no intervalo deixa o respondente sem opções e impossibilita uma análise correta das respostas.

Teste a lógica do questionário

A lógica de questionário é um recurso que permite direcionar o respondente a outra questão com base em uma resposta que ele forneceu.

Usando lógica no questionário, você permite que o respondente percorra caminhos personalizados pela pesquisa. Por isso, a lógica deve ser bem configurada e testada para que o público percorra o caminho certo, sem se perder no questionário e dar de cara com perguntas que não se aplicariam a ele.

Recomendado para você: Lógica no questionário: 3 vantagens práticas que esse recurso oferece ao criar uma pesquisa de mercado

Teste o questionário de pesquisa

Já acabou de colocar as perguntas no questionário e testou a lógica? Então é hora de testar o questionário como um todo, repassando os itens acima.

Teste tudo de novo

É sério. Testar um questionário de pesquisa nunca é demais. Principalmente se o questionário da sua pesquisa tiver questões com lógica, caminhos distintos que serão seguidos ou pontos que merecem mais atenção em geral. Portanto, não desanime. Teste bastante antes de enviar suas perguntas para quem quer que seja.

Se você passou por todos esses itens, é hora de seguir em frente e lançar sua pesquisa. Por precaução, sim, pode testar seu questionário de pesquisa mais uma vez.

Se você prefere não ter que passar por isso, talvez seja a hora de fazer uma pesquisa com nossos especialistas. É só falar com a gente que nós estamos aqui para ajudar.

Também poderá gostar de:

Perguntas abertas: usar ou não na sua pesquisa de mercado? Ao elaborar um questionário de pesquisa, existem diversas formas de torná-lo mais interessante para quem for responder e...
5 lições sobre o mercado que o futebol vai te ensinar Que o futebol é paixão nacional todo mundo sabe. O brasileiro, inclusive, é fã do esporte como em poucos lugares no mund...
AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.