Pesquisas tendenciosas: 5 formas de evitar erros e garantir a imparcialidade do questionário

Pedro D'Angelo
Pesquisas tendenciosas: 5 formas de evitar erros e garantir a imparcialidade do questionário

Quem já entende a importância dos dados de pesquisa deve saber como eles devem ser levados a sério. Os dados servem de base para orientar ações das mais diversas dentro das empresas, por isso, uma pesquisa que não é confiável pode colocar tudo a perder. Pesquisas tendenciosas levam a decisões erradas e, como ninguém pode se dar ao luxo de se equivocar dessa forma, é sobre elas que vamos falar agora.

Continue lendo para aprender a evitar totalmente as pesquisas tendenciosas, criando um questionário confiável sob o ponto de vista do respondente – e que gera dados valiosos.

Riscos das pesquisas tendenciosas

É sério: uma pesquisa tendenciosa pode colocar tudo a perder.

Vamos imaginar que uma agência é contratada para colocar no ar uma grande campanha para uma marca. O ideal, nesse caso, é testar a campanha com o público-alvo, para validar que a mensagem certa é passada e que o consumidor da marca vai avaliar positivamente a peça em questão.

Se o questionário da pesquisa leva o consumidor a avaliar a campanha apenas positivamente, o que pode acontecer? A campanha é aprovada. Até aí tudo bem. Mas quando as peças forem lançadas, a opinião do público pode ser negativa de um jeito que a pesquisa tendenciosa não pôde prever. E o prejuízo vem como consequência, tanto financeiro quanto para a imagem da marca.

O mesmo caso se aplica a lançamentos de novos produtos ou testes de preços, por exemplo. Criar uma pesquisa de mercado é uma ótima ideia em ambos os casos, pois ajuda a medir a viabilidade das novas ideias. Porém, se você apresenta o produto com características que ele não tem na verdade ou vende uma proposta de valor que não condiz com o preço, más notícias te esperam.

Além desses prejuízos claros, conduzir pesquisas tendenciosas pode fazer com que a perda de confiança afete o responsável pelo estudo de várias formas. Afinal, não dá para apresentar dados inconclusivos para sua liderança, certo? E muito menos apresentá-los ao seu consumidor, que quer confiar na sua marca e deve ser fiel a ela.

Mas e aí, como fazer com que seu questionário de pesquisa funcione corretamente?

Como garantir um questionário de pesquisa confiável:

1. Imparcialidade no enunciado

Ao construir os enunciados das suas perguntas, certifique-se de que você está sendo imparcial e deixando o respondente livre para expressar a sua opinião. Por exemplo, se você quer saber se as pessoas gostam de chocolate, o enunciado não pode ser: “o quanto você adora chocolate?”, pois ele supõe que todo mundo adora chocolate, o que não é verdade.

2. Alternativas de respostas

Se a sua pergunta for resposta única ou múltipla escolha, tenha certeza de que as alternativas cobrem todos os cenários de resposta possíveis. Dessa forma, o entrevistado encontrará uma alternativa que lhe atenda e não precisará escolher uma resposta aleatoriamente. Continuando no exemplo do chocolate, se a pergunta é “com qual frequência você come chocolate?”, você tem que ter uma alternativa “nunca”.

Recomendado para você:  Conheça os tipos de pergunta e quando usar cada um na sua pesquisa de mercado

3. Ordem das alternativas

A ordem em que as alternativas de resposta aparecem podem influenciar o respondente. Tente colocar de acordo com uma lógica, e mantenha a mesma lógica em todo o questionário, para se mostrar imparcial. Você pode, por exemplo, decidir que a primeira alternativa é sempre a mais negativa e a última a mais positiva. Então, as primeiras serão “não gosto nem um pouco” e “nunca” e as útimas serão “gosto muito” e “todo dia”.
Além disso, mantenha o mesmo número de alternativas negativas e de alternativas positivas.

4. Lógica no questionário

O recurso da lógica pode ser muito útil para evitar que seu questionário seja tendencioso. Ao invés de supor que todo mundo gosta de chocolate, crie uma primeira pergunta: Você gosta de chocolate? Todos os que responderem “sim” passam para a próxima questão. Para aqueles que responderem “não”, o questionário encerra.

Recomendado para você:  Questionário: 21 dicas resumidas para criar um questionário eficaz

5. Cuidado com os adjetivos

Assim como em um texto jornalístico, os adjetivos devem ser usados com muito cuidado para não empregar juízo de valor. A pessoa que responde a pesquisa não deve ser capaz de inferir qual a opinião daquele que pergunta. Faça enunciados isentos, e só use adjetivos quando for extremamente necessário para a compreensão da pergunta.

Precisa de mais dicas para criar o seu questionário? Baixe o nosso infográfico gratuito com dicas para criar uma pesquisa infalível.

Teste do questionário: não pule essa etapa!

Por fim, uma dica importante e que não deve nunca ser ignorada diz respeito ao teste do questionário.

Depois de finalizar a criação do questionário, é essencial certificar que tudo está revisado e bem montado. Leia novamente as perguntas, as opções de resposta e garanta que todas estão claras, objetivas e de acordo com o objetivo inicial da pesquisa.

Além disso, muitas vezes, ao nos dedicarmos com afinco a uma tarefa, erros podem passar despercebidos já que estamos totalmente inseridos naquele mesmo assunto há um tempo. Por isso, sempre peça uma segunda opinião. Na hora de testar, peça a uma ou mais pessoas para responderem ao questionário e avaliarem se ele é coerente, fácil de entender e a experiência é agradável. Lembre-se: depois de iniciada a coleta, fica muito mais difícil poder mudar qualquer ponto do questionário.

Estando tudo certo com os testes, parabéns! Você já sabe como criar um questionário de pesquisa. Agora é hora de coletar as respostas, sejam elas com os seus próprios contatos ou com um Painel de Consumidores apto a responder à pesquisa.

Se não sabe bem quem deve responder à sua pesquisa, não deixe de falar com o Opinion Box. Nosso time vai te guiar e ajudar a escolher os melhores entrevistados para sua pesquisa.

E se quiser continuar aprendendo a criar pesquisas de mercado na prática, tenho um material especial para você. Clique no banner abaixo e baixe nosso Guia Completo da Pesquisa de Mercado Online.

Também poderá gostar de:

4 estratégias de marketing digital que sua empresa deveria estar inves... O Marketing está diretamente relacionado a como os indivíduos interagem com as marcas, tomam decisões de compra e consom...
Como usar as redes sociais para impulsionar sua pesquisa de mercado Ao realizar uma pesquisa de mercado, você precisa escolher como coletar suas respostas e qual público deverá responder s...
AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.