Data-driven marketing: como elaborar estratégias de marketing baseadas em dados

Pedro D'Angelo
Data driven marketing: como elaborar estratégias de marketing baseadas em dados

Se você está envolvido com marketing, de qualquer forma, deve ter ouvido falar em data-driven marketing. Mais do que uma metodologia ou uma estratégia específica, essa forma de fazer marketing é um verdadeiro ideal. Mas o que significa isso na prática?

Mas afinal, o que significa ser data-driven?  Ser data-driven significa, literalmente, ser guiado por dados. Daí já dá para imaginar como o termo se aplica ao marketing, não é mesmo?

Como esse conceito tem sido empregado nas empresas para resultar em melhores estratégias de marketing? Descubra agora!

Vantagens do data-driven marketing

Uma empresa munida de dados tem muito poder nas mãos.

Primeiro, é possível desenvolver novos produtos que vão aderir perfeitamente à realidade dos seus públicos. Se você tem informações relevantes sobre as pessoas, certamente poderá usá-las para oferecer as soluções que elas querem e precisam. Caberá ao departamento de marketing alimentar times de produto, tecnologia e inovação com os dados certos para que eles sigam com as melhores estratégias.

O data-driven marketing permite ainda uma maior personalização das ações desenvolvidas. Com dados concretos sobre o comportamento do consumidor é possível pensar na melhor forma de impactá-lo a todo tempo. Do ponto de vista do consumidor, é essencial que as marcas saibam conversar corretamente com eles. Entender suas necessidades, antecipar e resolver as dores será muito mais fácil a partir de dados.

Com um data-driven marketing é possível fazer tudo com mais segurança e com resultados mais efetivos. Veja então como se preparar para usar dados, ferramentas para obtê-los e como utilizá-los.

Como preparar sua equipe para utilizar dados

O primeiro ponto para se tornar uma pessoa, time ou empresa data-driven é o mindset. Os dados devem fazer parte do dia a dia e da cultura organizacional da sua empresa. Entenda e faça entender que todos devem usar e podem se beneficiar dos dados em cada uma das áreas do negócio.

Adote também as ferramentas certas e estimule seu uso no dia a dia. Os gestores, principalmente, devem trabalhar junto aos times para que todos tenham em seu DNA o uso de dados no trabalho. Toda área tem informações que podem obter por meio das mais diversas ferramentas, softwares e metodologias.

Faça com que todo o time entenda a importância dos dados mas também ajude-os a se capacitar para usá-los. Contrate mas também treine profissionais para que eles tenham olhar analítico, facilidade para lidar com números e afinidade com ferramentas digitais. Teste, experimente e envolva a equipe em atividades que extraiam e analisem dados como uma prática corriqueira e útil para o trabalho.

Ferramentas para um bom data-driven marketing

Google Analytics

O Google Analytics é o melhor parceiro que uma marca pode ter para conseguir dados. Quer ser data-driven? Então saiba que deve dominá-lo.

Com o Google Analytics, você pode entender como os usuários do seu site, blog ou app interagem com seu conteúdo. Assim, será possível saber o que gera bons resultados e o que não funciona. Você também pode conectar os sistemas para analisar o CRM, os pontos de venda e outros pontos de contato com seus clientes para ter uma visão mais completa.

Por lá é possível acompanhar em relatórios completos e personalizados tudo o que seu cliente faz. Basta criar uma conta e configurá-la junto ao seu domínio. O melhor de tudo é que isso não é difícil. O Google, inclusive, disponibiliza um curso gratuito para quem quer dominar a ferramenta.

Redes sociais

As redes sociais servem tanto para alimentar uma empresa com dados quanto para utilizá-los de forma positiva. Em plataformas como o Facebook, o Instagram e o LinkedIn é muito fácil conseguir dados sobre o público que te acompanha.

Em nossa pesquisa sobre o Instagram, descobrimos que 50% dos usuários já compraram algum produto ou contratado algum serviço que conheceu por lá. Esse dado só reforça a importância de fazer um bom trabalho nessas mídias, sempre se baseando em dados.

Retargeting

Se alguém comprou anteriormente de seu e-commerce ou mostrou interesse nos seus produtos, por que não procurá-los novamente? O retargeting faz exatamente esse direcionamento para quem já te viu ou comprou. Em plataformas como o Google Ads e o Facebook Ads é possível identificar quem já teve um contato com você.

Com esses dados, você pode oferecer automaticamente ofertas relevantes de produtos e conteúdos com base nos dados de quem já teve algum tipo de interesse pelo que você está oferecendo.

E-mail marketing

Adote uma abordagem orientada por dados para campanhas de e-mail, agrupando seus públicos-alvo desejados. E-mail marketing é uma estratégia importante para desenvolver relacionamentos com seus clientes. Por isso, quando executada a partir de dados, maiores são as chances de que a abordagem funcione.

Para explorar melhor o que dá para fazer para se relacionar bem com o seu cliente, inclusive por e-mail, leia nosso artigo dedicado ao marketing de relacionamento aqui no blog.

Pesquisa de mercado online

Claro que não poderia deixar de falar das pesquisas de mercado online. Uma estratégia data-driven marketing tem muito a ganhar com elas.

Pesquisas são formas de levantar dados para alimentar todas as áreas da sua empresa. Com uma pesquisa de mercado, você descobre informações importantes sobre seu consumidor, mercado e concorrentes.

Uma pesquisa de satisfação, por exemplo, é a forma mais simples de obter dados de feedback do seu cliente. A partir da opinião dele, você pode pensar em ações que melhorem seu marketing e toda a estratégia de comunicação com o consumidor.

Realizar uma pesquisa de imagem de marca é a melhor forma de entender melhor a relação do consumidor com a sua marca. O que será que seus clientes pensam quando veem sua campanha publicitária na TV? E quando se deparam com seu produto na prateleira de uma loja, qual a primeira sensação que passa pela cabeça dos consumidores? Descubra essas respostas para pensar em como trabalhar melhor o seu branding.

Campanhas e ações de publicidade também podem ser impulsionadas com dados de pesquisa. Faça um teste de campanha e veja como divulgar corretamente suas ações de marketing com base na aceitação do consumidor.

Enfim, de forma geral, as pesquisas são aliadas importantes para um bom data-driven marketing. O melhor de tudo, ainda, é que as pesquisas de mercado online estão cada vez mais acessíveis. Hoje, com as ferramentas digitais, é possível fazer pesquisas até gratuitamente ou gastando muito pouco! Clique no banner abaixo e conheça essas opções conversando com nosso time de especialistas.

Também poderá gostar de:

Metodologia Scrum: como os métodos ágeis podem mudar a rotina da sua e... Descubra o que é e para que serve a metodologia scrum, o passo a passo completo para implantar o scrum no seu negócio ...
3 cases que mostram como as empresas evoluem ouvindo seus consumidores Ouvir o que o consumidor tem a dizer, entender seus hábitos de consumo e captar as tendências do mercado e do mundo são ...
AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.