Pesquisa presencial ou pesquisa de mercado online: quais são as diferenças e quando usar cada uma

Pesquisa presencial ou pesquisa de mercado online: quais são as diferenças e quando usar cada uma

Quando decidimos fazer uma pesquisa de mercado, precisamos tomar uma série de decisões sobre o projeto que vamos desenvolver. Traçar o objetivo, definir o público-alvo, chegar à amostra ideal da pesquisa. Esses são alguns passos que todas as pesquisas compartilham. Outro deles, tão importante quanto, é a forma de coleta das entrevistas. Por aqui, sempre falamos de pesquisa de mercado online, mas gostamos de lembrar que essa não é a única forma de realizar entrevistas. E nem sempre ela é a ideal para sua pesquisa de mercado.

Mesmo que o foco do Opinion Box seja as pesquisas de mercado online, o objetivo deste post é comparar as entrevistas feitas pela internet com as pesquisas mais tradicionais. Quais as vantagens e desvantagens de cada uma? Quando optar por um questionário online e quando ir para a rua fazer suas entrevistas? Vem aprender com a gente!

Pesquisa de mercado online: as vantagens da tecnologia

As pesquisas de mercado online surgiram como uma forma de automatizar, agilizar e ganhar em tempo e dinheiro. Aliadas à tecnologia, as pesquisas online são uma forma de democratizar o ato de realizar uma pesquisa de mercado. Assim, fica mais fácil para quem tem um orçamento mais apertado, para quem não tem uma equipe de pesquisa e, claro, para quem quer resultados sempre confiáveis mas também super rápidos.

No nosso Painel de Respondentes, por exemplo, nós verificamos o tempo que a pessoa demora para responder o questionário e a aleatoriedade das alternativas. Se um entrevistado responde muito mais rápido do que o tempo médio do questionário, por exemplo, suas respostas são descartadas. Além disso, para se cadastrar no nosso painel, o usuário precisa fornecer o CPF, que é validado na Receita Federal para nos certificarmos de que as informações fornecidas pela pessoa estão corretas.

Outras duas vantagens essenciais da pesquisa online são o tempo e o dinheiro. Ambos podem ser economizados ao optar por essa opção. Pesquisas de mercado online podem ser feitas gastando muito pouco ou até gratuitamente. Os resultados também podem ser obtidos em poucos dias e acompanhados em tempo real.

Com pesquisas online, também, é possível chegar até públicos mais específicos, difíceis de se encontrar. Contratando um Painel de Respondentes, principalmente, é possível aplicar a pesquisa para certos grupos de pessoas. Mães, donos de animais de estimação, motoristas… enfim, é possível direcionar a pesquisa apenas para quem se encaixa no objetivo do seu estudo.

Pesquisa presencial: cara a cara com o entrevistado

As pesquisas feitas presencialmente também têm suas vantagens. De forma mais parecida com as pesquisas feitas pelo telefone, elas aproximam um entrevistador e um entrevistado. Isso tem vantagens, é claro, mas também tem riscos.

Esse tipo de pesquisa permite coletar percepções mais pessoais sobre as percepções do respondente. Ao mesmo tempo, porém, pode ser que uma pessoa se sinta inibida ao responder cara a cara alguns tipos de pergunta. No computador, sozinho, o respondente tende a se sentir mais livre. Assim, respostas mais honestas, sem pressão, podem ser dadas.

As pesquisas presenciais também oferecem a vantagem de pegar o respondente em momentos específicos. Entrevistando pessoas que estão comprando em um centro comercial, por exemplo, é mais fácil investigar seus hábitos de compra no momento em que elas estão comprando. Se precisar avaliar a opinião de pessoas sobre um certo local, também, pode ser uma boa ideia ir até esse local e entrevistá-las lá mesmo.

Pesquisa online ou presencial: como escolher

Com base no que descrevi acima, já deve ser possível decidir qual a melhor forma de coleta, certo?

Se não, vamos a mais algumas dicas práticas e rápidas:

  • Se o seu público não tem o perfil de estar muito ligado à internet, vá para a rua encontrá-lo.
  • Se o tempo está muito curto, crie um questionário online.
  • O problema é equipe? Lembre-se que uma pesquisa online pode ser feita por você, sozinho, sem sair da frente do computador.
  • Pesquisas maiores, quando feitas presencialmente, podem exigir muito tempo do respondente. Para dar mais liberdade e conforto para ele, também opte por uma pesquisa de mercado online.
  • Seu questionário tem perguntas delicadas, que podem inibir o respondente? Dê a liberdade para ele responder online, sozinho.
  • Precisa avaliar imagens? Ambos os formatos ajudam. E vídeos? Melhor apresentar no questionário online.
  • É essencial falar com o respondente em um determinado momento ou em um local específico? Vá até ele!
  • NUNCA decida o tipo de coleta sem ter o público-alvo bem definido. É a partir dele que essa decisão deve ser tomada.

Por fim, também vale se perguntar: por que não as duas? Muitas vezes, se você dispuser de tempo e recursos para isso, fazer as duas abordagens por trazer bons resultados. Você pode fazer sua pesquisa presencialmente e online e comparar os resultados. Fazendo a pesquisa online, ainda vale contratar um Painel de Respondentes e aplicar o questionário aos seus próprios contatos. Experimente, analise os dados e veja o que pode tirar deles. O importante, como sempre lembramos, é ter a informação e saber usá-la.

Também poderá gostar de:

AUTOR

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.