População e amostra: como definir quantas entrevistas fazer em uma pesquisa de mercado

Daniela Schermann
População e amostra: como definir quantas entrevistas fazer em uma pesquisa de mercado

“Quantas entrevistas eu preciso fazer?”. Esta é uma das dúvidas que mais recebemos de nossos clientes através da nossa página de contato ou por telefone. E acredite, definir o tamanho da amostra de uma pesquisa é bem mais simples do que você imagina. Primeiro, você precisa conhecer dois conceitos importantes: população e amostra da pesquisa.

Veja, antes de mais nada, o que significa amostra de pesquisa e qual é a sua população.

Amostra e população de pesquisa de mercado

Uma população é todo o grupo sobre o qual você deseja tirar conclusões.

Já a amostra de pesquisa é o grupo específico do qual você coletará dados. O tamanho da amostra é sempre menor que o tamanho total da população.

Em uma pesquisa pesquisa de mercado, uma população nem sempre se refere a pessoas. Pode significar um grupo contendo elementos de qualquer coisa que você queira estudar, como objetos, eventos, organizações, países, etc.

Agora vamos ao que interessa: como conhecer sua população e definir sua amostra?

Para definir o número de entrevistas em uma pesquisa no Painel de Respondentes, nós indicamos uma técnica muito fácil, que consiste em responder duas perguntas:

Qual o tamanho da minha população?

População é um termo de pesquisa de mercado que representa o número total de indivíduos dentro do público-alvo da sua pesquisa. Então, se você quer fazer uma pesquisa com homens que moram em São Paulo, a sua população são todos os homens que moram em São Paulo.

Para saber o tamanho da população, existem diferentes fontes de informação que podem te ajudar. O site do IBGE, por exemplo, oferece diversos dados da população brasileira com divisões sócio-demográficas que poderão ajudá-lo a encontrar a população que você procura.

O quanto minha pesquisa precisa ser exata?

Se você precisa que os resultados da sua pesquisa tenham 100% de precisão, é necessário entrevistar todos os indivíduos da sua população. É o que acontece nas pesquisas de censo, por exemplo, em que não há um resultado aproximado, mas o número exato de pessoas que moram em cada localidade, que tem ensino médio completo, que trabalham, que tem geladeira etc.

Na maioria dos casos, no entanto, não é necessário um resultado completamente preciso, e uma amostra que seja representativa da sua população já é suficiente para uma análise completa e detalhada.

Neste caso, seleciona-se aleatoriamente pessoas que tenham características em comum, que representem a sua população, e realiza-se a pesquisa apenas com este grupo aleatório. Por se tratar de uma amostra aleatória e que não representa o todo, sempre haverá uma margem de erro e, quanto menor a sua amostra, maior a sua margem de erro. Por isso, voltamos à pergunta inicial: o quanto sua pesquisa precisa ser exata?

Nós desenvolvemos uma ferramenta gratuita para você pode descobrir a sua amostra ideal e a margem de erro do seu projeto. Na calculadora você pode editar o tamanho da população, quantidade de entrevistas e a margem de erro desejada. E não se esqueça, a qualquer momento, você pode entrar em contato com o nosso time de especialistas.

Pesquisa com segmentação específica

Para quem precisa fazer pesquisas com amostras mais específicas, o Opinion Box lançou um recurso especial. Se sua pesquisa tem um público mais específico, pode ser que possamos te ajudar.

Com a opção de fazer pesquisas com segmentação específica  é possível entrevistar públicos que atendem a critérios diferentes, dentro da Plataforma de Pesquisa Opinion Box. Na plataforma existem duas formas de definir o público da sua pesquisa: segmentação demográfica ou segmentação específica.

Se optar por utilizar a segmentação demográfica, você pode escolher o público da sua pesquisa de acordo com informações o sexo, idade, renda ou localidade declarada pelo respondente. Se escolher a segmentação específica, existem dez perfis que você pode escolher:

1. Mães

Serão entrevistadas apenas mulheres que possuam pelo menos um filho com até 12 anos de idade.

2. Decisores de empresas

Decisores de empresas são sócios-proprietários, diretores e gestores de empresas. Escolha esse público quando quiser fazer pesquisas B2B com decisores de empresas em geral.

3. E-consumidores

São considerados e-consumidores as pessoas que fizeram pelo menos uma compra online de produtos ou serviços nos últimos 6 meses.

4. Pets

Ao escolher o perfil Pets, serão entrevistadas apenas pessoas que possuem pelo menos um cachorro ou gato em sua residência.

5. Smartphones

Respondem às pesquisas desse perfil todos os usuários que possuem um smartphone. Ou seja, um aparelho sensível ao toque e com acesso à internet.

6. Motorizados

São considerados motorizados aqueles que têm um carro em sua residência e que dirigem pelo menos duas vezes por semana.

7. M-Consumidores

M-Consumidores são os consumidores mobile. Participam das pesquisas aqueles que fizeram pelo menos uma compra de produtos ou serviços através de dispositivos móveis nos últimos 6 meses. Consideramos dispositivos móveis tablets e/ou smartphones.

8. Bancarizados

Faça pesquisas com quem tem conta aberta em pelo menos um banco.

Então, qual seria a amostra ideal da pesquisa?

Então, chegando até aqui, vamos responder a essa pergunta. Infelizmente, a resposta não é tão simples. A amostra ideal de uma pesquisa vai variar de acordo com uma série de critérios.

O objetivo da pesquisa, o quanto ela precisa ser exata e até o quanto está disposto a investir ao contratar a entrevista. Esses são só alguns pontos a se considerar. Por isso, avalie cada um com cuidado antes de colocar o projeto em prática. Mas depois de todas essas informações, certamente você já vai estar preparado para definir a amostra da sua pesquisa.

Vamos colocar a mão na massa então? Cadastre-se gratuitamente na Plataforma de Pesquisa e comece a fazer suas pesquisas agora mesmo

Também poderá gostar de: