O que é rebranding e como reformular uma marca para ter mais sucesso?

O que é rebranding e como reformular uma marca para ter mais sucesso?

Às vezes, as marcas não conseguem chamar a atenção dos clientes por usarem o logotipo errado, terem um nome difícil ou pouco atraente ou trabalharem com uma visão e missão pouco claras.

Vivemos em um mundo onde as tendências estão em constante evolução, por isso as empresas também exigem mudanças para atrair novos clientes. Isso é possível com o rebranding. Você pode precisar apenas atualizar seus negócios, criar um novo logotipo ou nome após uma fusão com outra empresa ou definir novos objetivos, missão ou visão de negócios.

O que é rebranding?

O rebranding acontece quando uma empresa muda elementos da sua identidade perante o mercado e seus clientes. Isso pode envolver seu logotipo, slogan, visão, missão, valores, nome, público-alvo ou mercado – tudo que envolve construir uma nova identidade de marca na mente de leads, clientes, concorrentes e parceiros.

O rebranding ajuda as marcas a atrair novos públicos, permanecer relevantes, se destacar entre os concorrentes e melhorar o reconhecimento da marca.

Recomendado para você:  Branding: como fazer gestão de marca de forma eficiente

Quando você precisa fazer rebranding?

O rebranding é um processo de grandes proporções, que traz bastante impacto para grandes e pequenas empresas. Portanto, você deve ter motivos sérios para implementar esse método em seu negócio. Aqui estão as principais razões para considerar o rebranding:

Se houver um reposicionamento de mercado

O reposicionamento envolve a mudança da marca existente de uma empresa ou do status do produto no mercado. Esse processo é fundamental quando uma empresa tem uma imagem fraca ou desatualizada, exige mudanças estratégicas globais ou precisa de um novo público-alvo. Se você decidir reposicionar seu produto para atingir um segmento de mercado completamente novo por meio de nova embalagem, tamanho, sabor, canais promocionais, preço ou local, é aconselhável pensar em rebranding.

Quando você deseja melhorar a reputação da marca

Um escândalo nas mídias sociais, baixa qualidade de produtos ou vazamentos de dados podem resultar em uma reputação manchada. Claro, isso tem um impacto negativo em sua empresa e seus clientes. Mudanças reais dentro da empresa podem ajudar a eliminar associações negativas que surgem na mente das pessoas e reconquistar a confiança dos clientes.

Se ocorrer uma fusão ou venda de empresas

Se duas empresas unem forças e se tornam uma, você tem uma fusão. Para mostrar as melhores qualidades de cada negócio, ganhar a confiança dos clientes, desenvolver o reconhecimento da marca e evitar confusões, é necessária uma atualização. Uma fusão permite que sua empresa entre em novos mercados, use recursos financeiros de forma eficiente, obtenha mais lucro, nova gestão e muito mais. Esse processo também influencia os consumidores, pois resulta em melhor atendimento ao cliente, produtos de maior qualidade e preços mais baixos.

Quando você quer se internacionalizar ou explorar novos mercados

Quando uma empresa entra nos mercados internacionais, muitas vezes recorre ao rebranding para obter crescimento diferenciado e ganhos financeiros. Para se conectar com novos locais, as empresas criam um novo nome de empresa e um logotipo que identifica que sua marca é única, fácil de lembrar e pode ser compreendida em outros países.
Se houver uma mudança na liderança. As empresas estão ligadas aos seus líderes. Se uma marca muda de mãos para um proprietário externo, uma nova identidade é uma forma de enfatizar a transição.

Como fazer rebranding de marca

Depois de decidir se você precisa de uma estratégia de rebranding parcial ou total, dê uma olhada nas etapas a seguir para implementar essa estratégia em seu negócio.

1. Redefina seu público-alvo e mercado

Realize pesquisas para entender seu público-alvo, o que seus concorrentes estão fazendo, o que é único em sua marca e como ela difere de outras empresas do mesmo setor.

Pesquisas aprofundadas que envolvem grupos de foco e análise de dados permitem que você perceba se seus clientes e concorrentes não correspondem à sua ideia. Identifique seus compradores reais e suas preferências. Compare esses dados com seu mercado e público-alvo inicial para descobrir algumas diferenças. Assim que você conseguir definir seu mercado e público reais, você pode continuar implementando sua estratégia.

2. Repense sua visão, missão e valores

Toda empresa tem três elementos principais que você precisa avaliar: missão, visão e valores. Analise cada um deles para entender o que está acontecendo de errado.

Visão. A visão dá direção à sua marca e define as ações que sua empresa precisa realizar. Com o tempo, a visão do seu negócio pode mudar, e isso é totalmente normal. No entanto, é essencial redefinir sua visão assim que isso acontecer para garantir que seus funcionários estejam se movendo na direção certa e tomem decisões de acordo.

Missão. Isso define o propósito da sua empresa. Sua missão descreve seus principais consumidores, os produtos que você produz e sua localização. É o roteiro do seu negócio. À medida que sua missão muda, sua mensagem também requer mudanças.

Valores. Os valores da sua empresa explicam por que você está trabalhando em direção à sua visão e por que está comprometido com sua missão. À medida que as marcas evoluem, elas podem mudar seus antigos valores. Então você precisa refletir seus novos valores para mostrar seu foco principal.
Lembre-se, se os componentes mencionados acima mudarem, a maneira como você os comunica ao seu público também requer algumas mudanças. O idioma que você usa, o tom e a voz devem corresponder à mensagem que você deseja transmitir.

3. Reconsidere o nome da sua empresa

É claro que mudar o nome de uma empresa é um passo sério, pois pode custar o reconhecimento da marca e o tráfego orgânico. No entanto, se você está pensando seriamente em mudar o nome da sua marca, certifique-se de ter um plano de recuperação após a mudança de marca.

Em geral, se o nome da sua empresa ainda estiver alinhado com sua missão, visão e valores, é melhor mantê-lo. No entanto, se não corresponder à sua identidade, é aconselhável modificá-lo. Certifique-se de que seu novo nome de marca transmita sua mensagem, seja fácil de soletrar e cativante. O nome certo também suporta seus objetivos e crescimento de negócios.

4. Revise o slogan da sua marca

Seu objetivo aqui é criar um slogan que comunique a missão, a visão da sua empresa e também seja memorável. Considere alterá-lo com cuidado, pois destaca o propósito da sua marca.

Com certeza, os clientes se lembram de slogans cativantes de marcas famosas como “Just do it” da Nike ou “Porque você vale muito” da L’Oreal. Para criar um ótimo slogan, considere fornecer instruções, fazer uma afirmação, ser metafórico ou usar linguagem poética.

Para ajudá-lo a criar um ótimo slogan para sua marca, aqui estão algumas dicas simples:

  • mantenha-o curto, simples e claro;
  • use sua proposta de valor exclusiva;
  • ser consistente;
  • garantir que ele possa resistir ao teste do tempo;
  • considere seu público-alvo e mercado.

5. Restabeleça a identidade da sua marca

Há várias coisas que você pode considerar mudar na identidade da marca da sua empresa, como seu logotipo, formas, imagens, cores ou diretrizes. Aqui estão várias mudanças que você precisa.

Se você teve algumas mudanças internas em sua empresa e deseja demonstrá-las, considere desenvolver um novo logotipo. O mesmo serve para as cores que representam a sua marca e a mensagem que ela quer passar.

Depois de decidir alterar qualquer elemento visual de sua marca, pense em modificar formas, ícones e imagens para manter tudo coeso. Além disso, certifique-se de que suas imagens e formas suportem a mensagem da sua marca.

Depois que planejar todas essas mudanças, é hora de testá-las.

Não deixe de avaliar a aceitação de todas as mudanças antes de tomar as grandes decisões. Envolva pessoas de diferentes áreas da empresa e use o feedback delas para fazer com que o novo branding da empresa seja eficaz e absorvido por todos. Se possível, teste também com um grupo de clientes ou do seu público-alvo. Para isso, você já deve imaginar, é só fazer uma pesquisa de mercado!

Também poderá gostar de:

AUTOR

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.