5 lições sobre o mercado que o futebol vai te ensinar

5 lições sobre o mercado que o futebol vai te ensinar

Que o futebol é paixão nacional todo mundo sabe. O brasileiro, inclusive, é fã do esporte como em poucos lugares no mundo. Mas além de mexer com o coração dos fãs e levar milhares aos estádios toda semana, o futebol ensina lições valiosas sobre o mercado.

Quer saber quais? Então veste a camisa do seu time do coração e vem com a gente descobrir:

Não subestime um bom planejamento

Pense no futebol como um negócio. Muita coisa acontece antes de uma partida, assim como antes do lançamento de um novo produto ou da abertura de uma nova loja.

Para que você assista a um jogo no estádio ou na televisão, muito trabalho de preparação técnica, de estratégia e de planejamento já aconteceu. E não estamos falando apenas da preparação dos jogadores. imagine a logística que é preparar o calendário de um campeonato como o Brasileirão, a quantidade de profissionais envolvidos em cada um dos estádios para que tudo esteja funcionando perfeitamente bem – desde a grama aparada até a limpeza e a segurança – e todos os preparativos para que você não perca um único lance pela transmissão ao vivo.

Antes da bola rolar, tudo tem que estar alinhado para que os resultados possam vir. Não há como prever uma vitória, mas os organizadores, técnicos, patrocinadores e responsáveis pela transmissão fazem o possível para que nada dê errado.

No dia a dia de uma empresa, os gestores precisam tomar os mesmos cuidados com o planejamento para tentar garantir uma vitória. As pesquisas de mercado são excelentes aliados para que você consiga prever o que o consumidor quer, o que sua concorrência anda fazendo e, assim, melhorar seus próprios resultados.

Satisfação diz muito

Pense um público apaixonado, mas ainda mais exigente. Esse é o perfil do fã de futebol. Se os resultados são ruins, a pressão é grande e pode causar grandes estragos na estrutura até mesmo de times gigantes. Se um jogador não está rendendo bons resultados, o torcedor pressiona e pode até fazer com que ele seja afastado.

Os técnicos, então, são vítimas ainda mais frequentes da satisfação do torcedor e dos resultados como um todo.

Esse tipo de pressão acontece no mercado também. Clientes insatisfeitos resultam em resultados ruins e em problemas que podem ser evitados com uma pesquisa de satisfação, por exemplo.

Recomendado para você: Pesquisa de satisfação: tudo que você precisa saber

Fidelidade diz ainda mais

Pouca coisa no Brasil mexe tanto com as pessoas como o futebol. Torcedores tem verdadeira paixão pelos seus times, por ídolos que nunca serão esquecidos.

A fidelidade, no mundo dos negócios, é um passo além da satisfação. E para alcançar o nível de fidelidade que um torcedor tem para com um time de futebol, muito trabalho deve ser feito.

Muitos times de futebol, entre os maiores do país, criam programas para ajudar a manter a fidelidade do torcedor oferecendo benefícios a eles. Os programas conhecidos geralmente como sócio-torcedor oferecem vantagens financeiras como descontos, prioridade de compra de ingressos, pontos em programas de fidelidade etc.

Programas do tipo sócio-torcedor apontam o que o torcedor busca enquanto consumidor e junta isso à paixão pelo time. O modelo, então, é rentável para ambos os lados. Fica como dica para quem quer manter clientes satisfeitos e fiéis, oferecendo em troca algo que eles buscam.

Tecnologia a seu favor

O futebol vem usando cada vez mais avanços tecnológicos e inovações do mercado a seu favor.

Um caso recente – e que ainda não superamos – foi a vitória da seleção da Alemanha na Copa do Mundo de 2014. Por trás da campanha que resultou no trágico 7×1, os alemães fizeram um grande trabalho de Big Data.

Durante a Copa, a equipe da Alemanha dispunha de um software que armazenava e processava um grande volume de informações sobre treinos, jogos e seus resultados. A solução, chamada Match Insights, permitia analisar organização tática, precisão de chutes e até mesmo a distribuição dos passes e posse de bola. Faz até mais sentido a nossa derrota agora, certo?

Recomendado para você: Eleições de Obama: resultado da parceria entre Big Data e pesquisas

Em time que está ganhando…?

Não necessariamente uma lição, essa é mais uma provocação. Em time que está ganhando, se mexe ou não?

Se os resultados estão bons e você tem certeza que a satisfação está garantida, o que fazer? No futebol, a máxima é que em time que está ganhando não se mexe. No mercado, porém, é melhor não se acomodar.

Se você tem uma empresa e seu negócio vem dando certo, que tal explorar novas possibilidades? Com as informações certas, dá para encontrar novas oportunidades e crescer ainda mais. Quer fazer isso? Vem que a gente te ajuda a fazer as pesquisas certas para fazer seu time vencer.

Também poderá gostar de:

AUTOR

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.