Descubra as principais tendências para futuro do trabalho

Descubra as principais tendências para futuro do trabalho

A pandemia transformou completamente a forma como trabalhamos. Por conta disso, empresas precisaram se readaptar e muitas encontraram no trabalho remoto a solução para continuar funcionando.

Agora, depois de dois anos, o cenário é outro, mas a dúvida sobre o que está por vir continua. O que podemos esperar do futuro do trabalho? O home office veio para ficar?

Entrevistamos mais de 2.200 pessoas para entender quais são as previsões para o futuro do trabalho no Brasil. Confira agora os dados exclusivos!

Procura por emprego no Brasil

Para entender as tendências para o futuro do trabalho, precisamos primeiro compreender o cenário atual. De acordo com a pesquisa 19% dos entrevistados  estão buscando por um emprego, dentre essas pessoas o 28% procura um trabalho porque foram demitidos recentemente. Os homens foram os mais afetados pelas demissões, chegando a 37%.

Contudo, entre aqueles que estão na busca por um trabalho, 24% esperam a oportunidade de ter seu primeiro emprego e 21% procuram um novo trabalho para poderem completar a renda. 

Quais são as dificuldades de quem procura um trabalho? 

Ter experiência prévia se tornou essencial. Segundo a pesquisa, a falta de experiência é um obstáculo para 39% das pessoas que estão procurando por um emprego. Outra dificuldade apontada é o tempo demandado por processos seletivos: para 13% dos entrevistados a demora para a seleção e muitas fases de teste são um empecilho para conseguir um emprego. 

 Juntamente com isso, 17% dos candidatos dizem não ter retorno de processos seletivos que participaram e não sabem como melhorar para tentar uma outra vaga.

O home office veio para ficar? 

A pandemia da covid-19 transformou completamente o mercado de trabalho e seus impactos podem ser vistos nos dias de hoje. Com a chegada do vírus, muitas empresas precisaram adotar o trabalho remoto para continuar a funcionar. 

Agora depois de dois anos, com a retomada das atividades presenciais muito se questiona se esse modelo de trabalho vai continuar. De acordo com a pesquisa, 48% das pessoas acreditam que no futuro o trabalho será predominantemente remoto, mas 49% pensam que nem todas as empresas estão preparadas para aderir esse formato.  

Apesar das expectativas para o futuro do trabalho, o modelo totalmente presencial ainda é o favorito, com 32% de preferência. Nos dias de hoje 62% dos brasileiros trabalham presencialmente e 52% das empresas pretendem continuar com esse modelo de trabalho. 

Contudo, o modelo híbrido vem ganhando espaço, e 18% das empresas pretendem seguir com o trabalho dessa forma. 

Mas o que leva as pessoas a escolherem o formato presencial?  27% afirmam ter mais produtividade quando estão no escritório e 26% dizem que a comunicação é mais fácil.

Readaptar e investir

Para juntar o escritório com a sala de estar foi preciso readaptar. A fim de aderir ao trabalho remoto, 22% dos entrevistados precisaram fazer modificações em suas casas. Assim como o trabalhador, o empregador também passou por esse processo e a pesquisa mostra que 23% das empresas investiram em novas tecnologias

Com o home office, foi preciso investir em tecnologias para aumentar a produtividade. A tendência é aumentar o uso dessas ferramentas e a pesquisa mostrou os efeitos positivos da tecnologia no ambiente de trabalho: 52% das pessoas têm uma maior produtividade e 46% dizem gastar menos tempo para realizar tarefas por conta do uso de tecnologias. 

O salário não é tudo

Não basta apenas melhorar o ambiente de trabalho. Para manter os colaboradores satisfeitos e com uma boa produtividade, é importante investir em benefícios. De acordo com 76% dos trabalhadores, a satisfação com o trabalho vai muito além do salário.

Para os trabalhadores, os benefícios mais valorizados são planos de saúde com 42% de preferência, seguido do cartão alimentação/refeição, com 32% de preferência e horário flexível 23% de preferência.

O que podemos esperar para o futuro do trabalho?

A pandemia intensificou a transformação digital nas empresas e mudou as expectativas dos trabalhadores para o futuro do trabalho. 29% dos entrevistados estão totalmente satisfeitos com o seu emprego atual, mas 22% das pessoas responderam que é muito provável que mudem de trabalho em 2022. 

Nos próximos dois anos, 28% esperam ter uma remuneração maior ocupando o mesmo cargo que estão hoje. Além disso, 22% buscam obter benefícios melhores no seu trabalho.

As mudanças vêm se concretizando dia após dia e prever o que está por vir para o futuro do trabalho pode ajudar muitos que estão inseridos no universo corporativo.

Sobre a pesquisa 

Para realizar a pesquisa sobre o Futuro do trabalho o Opinion Box ouviu 2.269 pessoas de todos os estados brasileiros, pelo Painel de Consumidores do Opinion Box. A margem de erro é de 2,1pp.

Você também pode fazer a sua pesquisa de mercado conosco para avaliar as principais marcas do seu segmento, o seu público-alvo e ajudar nas tomadas de decisões do seu negócio. Quer saber mais sobre nossas soluções? Entre em contato com um de nossos especialistas

Não deixe de acessar o relatório completo para saber ficar por dentro das previsões do futuro do trabalho no Brasil. 

Também poderá gostar de:

AUTOR

Maria Luísa Andrade

Jornalista que adora descobrir as novidades da área de marketing. Apaixonada por astrologia, resolvi jogar novas cartas para o meu futuro e me aventurar por outros caminhos além do jornalismo tradicional.