Margem de erro: tudo o que você precisa saber sobre esse índice de pesquisa

Pedro D'Angelo
Margem de erro: tudo o que você precisa saber sobre esse índice de pesquisa

A margem de erro é o índice que determina a estimativa máxima de erro dos resultados de uma pesquisa. Entenda de uma vez por todas o que é margem de erro, como calculá-la e porque ela é tão importante para o sucesso da sua pesquisa.

Todo mundo já ouviu falar de margem de erro.

Para conhecer esse termo, não precisa nem ter feito sua própria pesquisa de mercado. Basta ter lido sobre o resultado de alguma grande pesquisa ou visto na TV os números de intenção de votos em eleições.

Mas afinal, o que significa margem de erro? Não se preocupe, agora você vai aprender tudo sobre essa estatística e entender a importância que ela tem para as suas pesquisas de mercado:

O que significa a margem de erro?

Com exceção das pesquisas censitárias, em que todas as pessoas do universo daquela pesquisa são ouvidas para que se tenha um resultado 100% representativo da realidade, toda pesquisa é feita a partir de amostras.

Isso significa que são selecionadas pessoas com características em comum, que representem o grupo que está sendo pesquisado. Essas características podem ser classe social, faixa etária, idade ou até aspectos mais específicos, como “pessoas que tiveram filho no último ano”, “pessoas que compraram apartamento nos últimos seis meses” etc.

É escolhido aleatoriamente uma amostra de pessoas dentro do total de pessoas com tais características para que elas respondam a pesquisa, e a opinião dessas pessoas irá representar a opinião do todo.

A margem de erro é o índice que determina a estimativa máxima de erro dos resultados de uma pesquisa.

Recomendado para você:  Pesquisa quantitativa e pesquisa qualitativa: qual a diferença?

Como ler a margem de erro de uma pesquisa?

Vamos a um exemplo prático: digamos que a margem de erro de uma pesquisa é de cinco pontos percentuais. Isso significa que, se 60% dos seus entrevistados disseram estar satisfeitos com seu produto, você deve considerar que a porcentagem real de aprovação do produto fica entre 55% e 65%.

No caso de pesquisas eleitorais, onde a margem de erro é sempre bastante lembrada, a lógica é a mesma. Candidatos que apresentam 49% das intenções de voto não podem contar necessariamente com essa quantidade. Se a margem de erro da pesquisa gira em torno de 2%, por exemplo, o que isso significa? Simples: o candidato tanto pode ter os 51% que o dariam a vitória, quanto pode ter apenas 47%, de acordo com a margem.

De forma geral, obviamente, quanto maior o índice, menos precisos serão os dados da sua pesquisa. Para diminuir o índice, a solução é que sua amostra seja o mais representativa o possível do grupo total que você considera como seu público. Ou seja, quanto mais entrevistas você fizer, menor será a sua margem de erro.

Margem de erro: tudo o que você precisa saber sobre esse índice de pesquisa

Confiança da pesquisa

Outro índice importante é o intervalo de confiança.

O intervalo – ou nível – de confiança representa a probabilidade de uma pesquisa obter os mesmos resultados, respeitando a margem erro, se outro grupo de pessoas em uma mesma população fosse entrevistado.

Assim, em uma pesquisa com 95% de nível de confiança, por exemplo, se a pesquisa fosse refeita 100 vezes, em 95 ela apresentaria resultados dentro do intervalo da margem de erro.

Calculando a margem de erro da sua pesquisa

Por se tratar de um índice estatístico, calcular manualmente a margem de erro não é tarefa fácil. Nós temos uma calculadora automática de margem de erro para você utilizar.

Na tabela abaixo, trazemos as margens de erro das pesquisas com amostras mais comuns realizadas no Opinion Box, em diferentes quantidades de entrevistas para um intervalo de confiança de 95%. Se você contratar uma pesquisa no nosso Painel de Respondentes, por exemplo, considere os valores abaixo:

Margem de erro: tudo o que você precisa saber sobre esse índice de pesquisa

A margem de erro ideal para uma pesquisa

Agora você pode estar se perguntando: tudo bem, mas qual é a margem de erro ideal para uma pesquisa de mercado? Não existe um número absoluto para responder a essa pergunta. O mais indicado, é claro, é trabalhar com a menor margem de erro possível.

Quem pretende lançar um novo produto ou fazer um recall de campanha, por exemplo, não deve trabalhar com uma margem de erro mais alta. 50 entrevistas e 13,9% de margem de erro, por exemplo, pode deixar os resultados pouco conclusivos. Nesses exemplos, é mais arriscado tomar a decisão diante de tanta variação estatística.

O exercício então é se perguntar o quão próximo da exatidão a sua pesquisa precisa chegar. Quantas entrevistas você vai realmente precisar fazer? Dependendo do objetivo da sua pesquisa de mercado, uma margem de erro maior ou menor vai funcionar perfeitamente.

Pense muito bem ao definir a amostra da sua pesquisa. Na dúvida, consulte nosso conteúdo sobre amostragem de pesquisa para não errar.

Ainda ficou com alguma dúvida? Quer saber como chegar na margem de erro ideal para a pesquisa que quer fazer? Entre em contato com a nossa equipe agora mesmo. E se já tiver a amostra definida, sabendo a melhor margem de erro para a pesquisa? Cadastre-se gratuitamente no Opinion Box e comece a criar suas pesquisas agora mesmo!

Também poderá gostar de:

As 5 principais dúvidas sobre pesquisa que recebemos em 2015 Por onde começo meu questionário? O que devo fazer para escolher quem responde minha pesquisa? Será mesmo que as pessoas...
Pesquisa de Mercado: o que é, como fazer e questionários de pesquisa No dia a dia do seu trabalho, como você costuma tomar decisões importantes? A pesquisa de mercado é uma importante ferra...
AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.