Hábitos na pandemia: dados atualizados sobre o comportamento do brasileiro

Pedro D'Angelo
Hábitos na pandemia: dados atualizados sobre o comportamento do brasileiro

O Opinion Box já realizou 4 pesquisas exclusivas sobre as mudanças no comportamento e hábitos na pandemia. Nosso objetivo é traçar um panorama do que vem mudando com as medidas de isolamento social, o impacto na vida pessoal, no trabalho e na vida financeira do brasileiro.

O objetivo dessas pesquisas é orientar empresas e consumidores sobre as mudanças causadas pela pandemia da Covid-19 no Brasil e no mundo.

Acreditamos que os dados são ferramentas poderosas para ajudar na tomada de decisões seguras, especialmente em um momento tão delicado. Veja agora algumas das nossas descobertas mais recentes sobre o impacto da Covid-19 no comportamento e nos hábitos dos brasileiros:

Como anda o isolamento social no Brasil

De acordo com a pesquisa, as medidas de restrição estão sendo mantidas pelos brasileiros. Um quinto dos entrevistados continuam afirmando que estão em isolamento total. É curioso notar que as mulheres estão respeitando o isolamento mais do que os homens. Enquanto 23% delas estão em isolamento total, este número cai para 17% entre os homens.

De forma geral, o percentual de pessoas que estão isoladas se mantém em linha com as edições anteriores da nossa pesquisa. Na última semana, 57% disseram estar em isolamento social. O número variou entre 56% e 59% nas edições anteriores da pesquisa, desde o dia 1 de Abril. Os totalmente isolados continuaram sendo 20% desde a edição anterior. Também não mudou o número de pessoas que não estão fazendo nada: 6%.

Hábitos na pandemia: dados atualizados sobre o comportamento do brasileiro

E em relação à perspectiva para o futuro do isolamento social no Brasil, os consumidores se dividem. 39% acham que vai durar no máximo até o fim de maio, 24% acham que vai até o fim de agosto ou depois. Mas chama mais atenção ainda que, independentemente de quando o isolamento acabar, alguns hábitos na pandemia foram adquididos, outros sumiram e tudo indica que uma boa parte dos brasileiros não está disposta a frequentar locais públicos e aglomerações neste ano.

Uso de máscaras em público e outros hábitos na pandemia

Os dados sobre as práticas de isolamento mostram que ainda há muitas pessoas circulando. Ainda assim, os hábitos na pandemia mudaram mesmo para quem não está ficando apenas em casa.

Descobrimos na pesquisa que a maior parte das pessoas adotaram as máscaras como item de proteção. Apenas 27% afirmam
que nunca saem nas ruas utilizando máscaras.

52% estão utilizando sempre ou na maioria das vezes que precisam sair e 21% utilizam apenas de vez em quando ou raramente.

Mulheres, pessoas acima de 50 anos, pessoas das classes AB e que vivem em capitais ou regiões metropolitanas são as que mais estão usando máscaras. Algumas cidades e estados estão adotando o uso obrigatório de máscaras em público, o que pode reforçar esse dado e indicar que estes números podem aumentar ainda mais.

Pedimos também para que os entrevistados refletissem qual era a chance deles voltarem ao normal em relação a alguns hábitos, gastos e atitudes. Pensando no resto de 2020, 69% acham pouco provável ou impossível voltar a frequentar boates,
festas e casas noturnas. 68% não se imaginam indo a um evento esportivo, como estádio de futebol por exemplo.

Os lugares que as pessoas mais se vêem voltando a frequentar são bares e restaurantes e cinema. Ainda assim, 40% não acham que vão ter gastos com bares e restaurantes neste ano, e 49% não pretendem voltar ao cinema.

Os dados mostram, portanto, que os setores de entretenimento e lazer terão bastante dificuldade para se reerguer e  precisarão se reinventar e buscar novos caminhos para atrair público novamente.

Relatórios de pesquisa sobre a pandemia no Brasil

Os dados apresentados aqui são só alguns destaques da última pesquisa sobre hábitos na pandemia no Brasil que realizamos.

Para conferir todos os materiais que lançamos até agora, é só clicar no banner abaixo.

Leia e descubra dados sobre consumo de produtos, impacto na vida financeira, situação de profissionais prestadores de serviço e autônomos, e muito mais!

Hábitos na pandemia: dados atualizados sobre o comportamento do brasileiro

O que esperar do comportamento do consumidor?

O comportamento do consumidor muda o tempo todo, impulsionado por uma série de fatores. Essas mudanças ocorrem mais rápida ou mais lentamente dependendo do que as influencia. No caso das mudanças de comportamento e hábitos na pandemia, as mudanças foram mais rápidas do que nunca.

Por isso, informação sobre o seu público e mercado são imprescindíveis.

Como nas pesquisas que estamos fazendo no Opinion Box, uma pesquisa de mercado aplicada junto ao consumidor pode trazer insights importantes para desvendar essas mudanças.

Se o seu negócio, de qualquer forma, é impactado pela crise atual, experimente conversar com seu mercado. E o Opinion Box pode te ajudar!

Por meio das mais diversas pesquisas de mercado, estamos ajudando as empresas a entender as mudanças de hábito e comportamento causadas pela pandemia no Brasil. Se quiser conversar sobre os seus desafios e entender como podemos te ajudar, entre em contato!

É só clicar no banner abaixo e agendar uma consultoria gratuita com o nosso time. Estamos te esperando!

Também poderá gostar de:

AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.