Marketing conversacional: o que é e como começar

Pedro D'Angelo
Marketing conversacional: o que é e como começar

Se você trabalha com marketing, é bem possível que tenha ouvido falar recentemente do marketing conversacional. Além de uma estratégia, esse termo é uma verdadeira tendência da área e, por isso, precisamos falar sobre ele.

Quer saber por que há tanta agitação no marketing e como você pode usar essa nova abordagem para aumentar suas vendas online? Então leia agora o que é o marketing conversacional e aprenda a aplicá-lo nas suas estratégias para conquistar mais clientes.

O que é marketing conversacional

O marketing conversacional (ou de conversação) é uma abordagem nova e personalizada para fazer negócios e se relacionar com os consumidores. Essa estratégia tem objetivo de fazer o usuário percorrer os funis de marketing e vendas, uma pergunta de cada vez, como uma conversa em tempo real.

Em outras palavras, a estratégia consiste em uma conversa automatizada com os visitantes do seu site para gerar conversão.

Dessa forma, você obtém as informações exatas necessárias dos visitantes do seu site. E isso acontece ao mesmo tempo em que eles se envolvem com seus negócios.

Marketing conversacional vale a pena?

Mas pensando principalmente no usuário, fazer marketing conversacional vale a pena?

O marketing conversacional vale a pena porque cria relacionamentos com os clientes por meio da experiência de uma conversa real. Em vez de pedir que as pessoas passem pelos formulários tradicionais, ele oferece uma experiência mais agradável. 

Além disso, a forma diferente de conversar com o usuário pode mantê-lo mais engajado e criar mais interação.

Consequentemente, essa estratégia também pode ajudar a expandir sua base de clientes, desenvolver clientes fiéis e aumentar sua renda.

Assim, facilitando o engajamento das pessoas com seus negócios, você pode converter mais leads melhores e mais rapidamente. Ou seja, o marketing de conversação não apenas traz a você clientes. Ele traz para você os mais relevantes como leads qualificados.

Por onde começar a estratégia de marketing conversacional

Assim como em qualquer estratégia de negócio, o marketing conversacional começa com um momento de preparo.

Nesse caso, estamos falando de uma abordagem centrada no consumidor e na personalização da conversa. Por isso, você deve conhecer bem o seu público antes de mais nada.

Comece então se perguntando: seu público vai se identificar com essas novas práticas?

Você precisa ter as informações certas sobre seu público para entender se vale mesmo a pena trabalhar o marketing conversacional.

É claro que nessa etapa você pode ter as pesquisas de mercado como aliadas.

Com uma pesquisa de mercado, mesmo que a mais simples possível, você obtém informações sobre quem mais importa: seu consumidor-alvo.

Uma pesquisa de mercado é uma forma de mostrar quem é seu consumidor e, se você já sabe de quem se trata, ela te mostra um retrato de todo o seu comportamento.

É possível – e recomendado – testar estratégias de marketing com o seu público por meio de pesquisas, sempre antes de pensar em executá-las. Assim você consegue garantir que o público vai entender sua proposta, que tipo de conversa é possível ter com o consumidor e muito mais!

Como colocar em prática

Se você chegou até aqui se preparando corretamente, é hora de colocar em prática o marketing conversacional.  Veja como agir:

Envolva mais leads com chats em vez de formulários

O que acontece quando você oferece aos visitantes maneiras de iniciar conversas instantaneamente em seu site, em vez de forçá-los a preencher formulários antes que eles possam conversar com alguém?

Para muitas empresas, isso significa taxas de conversão mais altas, mais oportunidades de vendas e uma experiência mais pessoal com o cliente.

Os formulários, como os presentes em landing pages, não deixam de ser eficazes. Porém, o marketing conversacional propõe usar tecnologias como chatbots para criar conversas mais fluidas com o seu público. A intenção é envolver o usuário no que parece uma conversa real, ainda obtendo dele as respostas necessárias para qualificá-lo como lead.

Não deixe o relacionamento morrer

Quando os visitantes clicam para fazer o download de um ebook, entrar em contato com as vendas ou reservar uma demonstração, você pode usar um bot para iniciar essa conversa.

Mas não precisa terminar por aí.

Você pode manter a conversa e continuar movendo as pessoas pelo seu funil por meio de estratégias mais tradicionais, como o e-mail marketing, por exemplo. Você também pode enviar mensagens direcionadas aos visitantes que parecem mais propensos a comprar, em vez de esperar que eles iniciem a conversa.

Boas práticas de marketing conversacional

Como falei no início do texto, muita empolgação no mercado com o marketing conversacional. Portanto, ao entrar nessa onda, é importante seguir estas práticas recomendadas:

  • Mantenha seu marketing antigo: Métodos convencionais ainda funcionam muito bem, então não use o marketing conversacional como única alternativa. Não é necessário trocar todo o time se ele está ganhando.
  • Seja humano: Converse com seus clientes ao invés de simplesmente falar para eles.
  • Pense no visitante: Seu objetivo deve ser tornar a experiência do cliente mais fácil e agradável, desde a primeira impressão.
  • Preze pela simplicidade:Lembre-se de que os visitantes esperam um processo fácil, rápido e o mais intuitivo possível.
  • Acompanhamento e mensuração são essenciais: Vai adotar uma nova abordagem de marketing? Pois acompanhe de perto seus resultados e o andamento de todas as tarefas! Defina as métricas e indicadores certos e olhe sempre para eles.

Por fim, nunca deixe de lado a preocupação com a experiência do cliente.

Garantir uma boa experiência não só garante a satisfação do cliente, como ajuda na fidelização de clientes.

Uma consequência da implementação do marketing conversacional pode ser elevar Net Promoter Score da sua empresa, por exemplo. Ou seja, o nível de lealdade do seu consumidor com a sua marca. E, normalmente, essas empresas estão um passo à frente da concorrência rumo ao sucesso.

Para entender melhor essa relação e aprender a trabalhar melhor a experiência do seu consumidor, não deixe de ler nosso ebook exclusivo sobre o tema. Experiência do consumidor, ou customer experience, é um assunto que valorizamos e que você pode desvendar conosco baixando o material no banner abaixo. Clique e confira!

Também poderá gostar de:

AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.