7 decisões de negócio que podem matar uma empresa – e como evitar cada uma delas

Pedro D'Angelo
7 decisões de negócio que podem matar uma empresa   e como evitar cada uma delas

No dia a dia dos negócios tudo muda muito rápido e a tendência é que a velocidade dessas mudanças só aumente. Com isso e a alta competitividade do mercado, decisões de negócio precisam ser tomadas a todo momento nas empresas.

Nem é preciso dizer que as decisões de negócio precisam ser cada vez mais acertadas. Quem faz escolhas erradas, hoje em, dia, rapidamente fica para trás no mercado. Pior do que isso, certas decisões podem levar um negócio à morte facilmente.

Veja algumas decisões de negócio erradas que podem acabar com um negócio e aprenda a evitar cada uma delas:

1. Lançar um produto que o consumidor não quer

Antes de oferecer um produto ao mercado, toda empresa precisa ter o máximo de certeza que o público realmente quer ou precisa daquilo.

Lançar um produto requer grandes investimentos e esforços. Se esse produto não é do interesse do público e, consequentemente, não vende, isso pode custar muito caro a quem o lançou no mercado. Nesse caso, fazer um teste de produto é essencial.

Antes de colocar qualquer solução à venda, pesquise com o público-alvo do produto se ele realmente se interessa por ele. Investigar o potencial de compra por parte dos consumidores vai ajudar a garantir o sucesso do novo produto. Assim, fica muito mais fácil evitar que a empresa precise pagar pela falha de lançar algo que o consumidor não quer.

2. Dar o preço errado para um produto

Continuando a lógica do item anterior, vamos imaginar que um novo produto é lançado.

Depois de fazer uma pesquisa, uma empresa descobre que sim, o público tem interesse em comprar o que ela está se propondo a vender. O próximo passo é saber exatamente quanto cobrar pelo produto. Por mais que se lance uma novidade, um produto inovador que seja do interesse do consumidor, dar o preço errado para ele pode afundar toda a estratégia da empresa.

Em qualquer tipo de negócio, a precificação define o sucesso da estratégia de qualquer produto. Por isso, ao testar o potencial de um novo produto, pesquise também o quanto as pessoas estão dispostas a pagar por ele.

Em uma pesquisa de teste de preço, vale perguntar quanto o consumidor acha que o produto vale. Investigue quanto ele acha que seria caro demais e quanto seria barato demais, para testar a elasticidade do preço. Por fim, proponha valores e pergunte se, de fato, o consumidor pagaria aquela quantia. Só assim é possível tomar decisões de negócio certeiras para colocar um produto à venda.

3. Divulgar uma campanha publicitária que não agrada

Campanhas publicitárias dão verdadeiro poder para as empresas. E o poder nas mãos das empresas pode ser usado de forma negativa ou positiva.

Uma boa campanha publicitária atrai consumidores, espalha novidades e cria reputação para a marca. Quando a estratégia é bem feita, isso se torna positivíssimo. Quando não é, as empresas pagam caro pela decisão errada.

Uma campanha negativa pode acabar com a boa imagem de um negócio, diminuir as vendas e matar uma empresa. Quem não quer que isso aconteça tem o que fazer: testar a campanha.

Realizar um teste de campanha vai ajudar a medir a reação de uma parcela do público-alvo antes da campanha de fato ir para o ar. Toda empresa ou agência contratada por empresas precisa saber disso e realizar esse tipo tão importante de pesquisa de mercado.

4. Direcionar esforços para o público errado

Ainda pensando em decisões de negócio que visam atingir o público do jeito certo, vamos falar de forma mais geral. Todos os esforços de uma empresa são voltados para pessoas. Quando pensamos em esforços de marketing, vendas, lançamento de produtos e satisfação do cliente, precisamos saber exatamente com quem estamos falando.

Uma empresa que conhece perfeitamente seu público-alvo não vai morrer às custas de uma decisão errada. Por isso, antes de qualquer ação, tenha em mente com quem e para quem está falando. Traçar as buyer personas do negócio pode ser o primeiro passo para chegar lá. Dedique, então, um tempo para saber toda informação possível sobre seu público-alvo.

5. Não cuidar da satisfação do cliente

Não importa se sua empresa é pequena, média ou grande. Não interessa o perfil do seu cliente e muito menos o tipo de produto ou serviço que você oferece. Ouça o que o seu consumidor tem a dizer regularmente.

Não medir a satisfação do cliente significa deixar passar informações preciosas que podem levar o cliente a te abandonar. Uma simples pesquisa de satisfação resolve o problema. Pesquisas de satisfação ajudam a encontrar pontos de melhoria e a fidelizar os clientes. E que empresa não quer – e precisa – disso?

Descubra tudo o que você precisa saber sobre pesquisa de satisfação aqui.

6. Abordagem errada de vendas

Quem trabalha com vendas sabe todos os desafios que envolvem o trabalho do time de vendas. Definir uma estratégia de vendas eficaz é difícil e quando isso é feito de forma equivocada, a empresa paga caro e em números.

Saber a melhor forma de abordar o cliente, os canais certos e o melhor discurso para apresentar suas soluções é essencial para obter bons resultados. A melhor forma de chegar lá, é claro, é se preparando bem para os desafios.

Saiba mais sobre a melhor forma de fazer um bom planejamento de vendas.

7. Ignorar as vantagens dos dados e das pesquisas de mercado

Estamos em 2018, na era da transformação digital e das mudanças cada vez mais rápidas no mercado. O profissional e a empresa que fazem sucesso nesse momento não pode, de jeito, nenhum, subestimar o valor dos dados para qualquer estratégia.

Como nos exemplos acima, decisões de negócio baseadas em dados são a melhor forma de evitar erros cruciais. Por isso, nada de se basear em achismos e sentimentos na hora de tomar uma decisão de negócio. Faça pesquisas, ouça o consumidor, pense estrategicamente em como a informação vai ajudar em cada passo do seu negócio. Pode acreditar que melhores resultados serão consequência.

“Não quero errar, quero fazer uma pesquisa de mercado!”

Quer evitar todos esses erros fazendo suas próprias pesquisas de mercado? Conheça a Plataforma de Pesquisa do Opinion Box. Lá você cria seu questionário, escolhe o público que vai respondê-lo e nós coletamos os dados para você. Cadastre-se gratuitamente e comece a fazer pesquisas da forma mais rápida, barata e eficiente!

Também poderá gostar de:

Análise de dados: como validar dados de pesquisa quantitativa Fazer uma boa análise é essencial antes de acreditar em qualquer dado ou informação que descobrimos por aí. Seja na inte...
Como eu planejei minha viagem de férias da mesma forma que planejo faz... Vou começar este post com uma confissão: enquanto você lê estas linhas, eu não estou no Opinion Box. Estou curtindo minh...
AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Aqui no Opinion Box, cuida de Projetos e Relacionamento com o Cliente. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.

Daniela Schermann
Receba nossas novidades por e-mail