Dados atualizados sobre o coronavírus: impacto nos hábitos dos brasileiros

Pedro D'Angelo
Dados atualizados sobre o coronavírus: impacto nos hábitos dos brasileiros

Com a situação da pandemia do coronavírus no mundo todo, os dados ocupam um papel central na vida das pessoas e das empresas. Enquanto cidadãos, precisamos nos atualizar e nos informar a partir de fontes confiáveis. Já os negócios devem se basear em dados para tomar decisões melhores e mais seguras em um momento tão difícil. Pensando em ajudar nessa tomada de decisão, o Opinion Box lançou mais uma pesquisa com dados atualizados sobre o coronavírus no Brasil, mostrando o impacto sobre o ponto de vista do consumidor.

Neste artigo, você vai conferir os destaques da segunda edição da pesquisa, que traz algumas mudanças no comportamento e nos hábitos dos brasileiros.

Além disso, veja a seguir algumas comparações com dados da edição anterior, realizada na última semana de março.

Dados atualizados sobre o coronavírus: o que mudou nos hábitos dos brasileiros

Alguns destaques da pesquisa mostra, conforme contaram os brasileiros, mudanças nas suas medidas de isolamento, no comportamento financeiro e no consumo de internet e conteúdo.

Enquanto a recomendação é ficar dentro de casa, 94% dos entrevistados contam estar em algum tipo de isolamento.  A maior parte, 56%, está cumprindo isolamento social, saindo de casa apenas para tarefas essenciais, como ir ao supermercado ou à farmácia.

Por outro lado, entre a onda anterior da pesquisa e essa, mais pessoas estão saindo de casa para visitar amigos e familiares, ir a lojas físicas ou frequentar praças e parques. Na primeira edição da pesquisa, 67% deixavam de encontrar amigos e familiares – número que caiu para 62%. As lojas de rua eram evitadas por 65% e agora por 62%. Praças e parques, na primeira edição, não eram frequentadas por 59%, índice este que caiu para 54%.

Comportamento financeiro na pandemia

Outra mudança importante diz respeito ao comportamento financeiro do brasileiro. Mais pessoas estão deixando de pagar prestadores de serviço como faxineiras, diaristas, manicures, eletricistas etc. Esse fato é amparado pelas preocupações com baixas na renda e desemprego. Como a pesquisa mostrou dessa vez, o desemprego aumentou e 26% já deixaram de pagar uma conta ou dívida neste período.

Além disso, 58% já deixaram de comprar itens não essenciais e 25% pretendem fazer isso para economizar. 21% já renegociaram alguns custos fixos, como aluguel, telefonia e internet, e 39% ainda pretendem fazê-lo.

Consumo de conteúdo e internet durante a pandemia

A tendência de consumo mundial já aponta há algum tempo para as mídias digitais, principalmente via streaming. O streaming de vídeo, que já tem players gigantes como a Netflix, a Amazon e a Apple, por exemplo, já foi assunto para pesquisas exclusivas sobre o segmento por aqui.

Diante da pandemia, em que somos instruídos a ficar em casa, muitos sem poder trabalhar, o streaming e o conteúdo online desponta como os principais serviços que registraram aumento no consumo.

Agora, com os dados atualizados sobre o coronavírus, 57% dos consumidores afirma estar consumindo mais serviços de streaming pagos. Os serviços gratuitos do mesmo segmento também aumentaram no dia a dia de 50%. Vale lembrar também que o conteúdo digital não é consumido apenas para entretenimento. 45% afirmaram estar utilizando mais as plataformas de ensino.

Em paralelo ao conteúdo digital, a TV também está ganhando espaço expressivo na segunda onda da pesquisa com dados atualizados sobre o coronavírus. 50% estão assistindo mais TV fechada e 43% estão recorrendo à TV aberta com mais frequência.

Categorias de serviço e consumo de produtos que cresceram

Além de conteúdo e entretenimento, a pesquisa com dados atualizados sobre o coronavírus investigou também diversas categorias de serviços. Em paralelo, investigamos também alguns tipos de produtos que têm maior saída durante a crise atual.

Como já ficou claro acima, o conteúdo e as plataformas de ensino lideram o ranking dos serviços. Além disso, outras categorias diversas ocupam as próximas posições.

Entre as categorias de serviços que mais passaram a comprar ou contratar, os respondentes indicaram:

Dados atualizados sobre o coronavírus: impacto nos hábitos dos brasileiros

Na edição anterior, destacamos o fato de que o delivery de comida não havia crescido em número de usuários como muitos esperavam. Nesta edição, no entanto, chama a atenção como a intensidade de uso já demonstrou crescimento expressivo.

Supermercados online foi a categoria que teve menor crescimento de intensidade entre as ondas. Esse dado está alinhado com a descoberta de que mais pessoas estão saindo mais para comprar alimentos, e também que a maioria está em isolamento social, ou seja, continua saindo para atividades essenciais.

Além disso, muitos podem ter feitos compras maiores de comida ou já estabeleceram uma nova frequência de compras. Tudo isso explica porque as compras online não cresceram tanto quanto as demais categorias.

Consumo de produtos

Vale destacar que, nas duas ondas da pesquisa, a pergunta se refere ao período anterior à pandemia.

Por isso, no caso de produtos de limpeza e higiene, num primeiro momento, muitas pessoas compraram grandes quantidades desses produtos, e por isso agora já não precisam comprar tanto – apesar de ainda ter 40% de pessoas que estão consumindo mais produtos de limpeza e 37% que estão consumindo mais produtos de higiene pessoal.

Frutas, verduras e legumes também tiveram uma diminuição significativa entre aqueles que estão consumindo mais, muito provavelmente pela dificuldade em comprar e higienizar este tipo de alimento.

Sobre a pesquisa

A pesquisa com dados atualizados sobre o coronavírus foi coletada entre os dias 1 e 3 de abril.

Foram entrevistados 2070 internautas do Painel de Consumidores do Opinion Box. A amostra da pesquisa é composta por pessoas maiores de 16 anos, respeitando as proporções de sexo, faixa etária, renda familiar e região do Brasil onde moram.

Para acessar o relatório completo, com todos os dados e análises dos nossos especialistas em pesquisa de mercado, é só clicar no banner abaixo.

Dados atualizados sobre o coronavírus: impacto nos hábitos dos brasileiros

Caso queira se aprofundar nos hábitos do consumidor brasileiro ou estudar o comportamento do seu público-alvo, você pode realizar as suas próprias pesquisas sobre o tema.

Além de obter dados atualizados sobre o coronavírus, você e sua empresa sempre podem contar com o Opinion Box para realizar diversos tipos de pesquisas online. Tudo de forma simples, rápida e acessível. Além disso, em momentos mais difíceis como o que vivemos, conte com a ajuda de profissionais de pesquisa para entender melhor seus desafios e como as pesquisas vão ajudar.

Converse com a gente para saber como tomar decisões mais seguras em um momento tão incerto como o atual. É só clicar no banner abaixo para agendar uma consultoria gratuita com os especialistas do Opinion Box.

Também poderá gostar de:

AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.