Concorrência perfeita: o que é, características e exemplos

Danielle Salgado
Concorrência perfeita: o que é, características e exemplos

Concorrência perfeita: o que é, características e exemplos

Você já ouviu falar no conceito de concorrência perfeita? Atualmente, ele é extremamente importante para o mercado, independentemente do tamanho ou segmento. Afinal de contas, todos os outros cenários de mercado derivam dele.

No entanto, o que significa e como funciona uma concorrência perfeita?

No post de hoje, você descobrirá quais são as principais características que compõem uma concorrência perfeita, a importância dela para o seu negócio e exemplos de quais são os produtos da concorrência perfeita.

O que é concorrência perfeita?

Também conhecida como concorrência pura, na microeconomia, as características da concorrência perfeita consistem em uma grande quantidade de vendedores e compradores, ou seja, quando há muita oferta e muita demanda.

Dessa forma, esse cenário favorece um equilíbrio natural nos preços dos produtos e serviços devido à relação entre oferta e demanda.

No entanto, é importante ressaltar que a concorrência perfeita é um conceito teórico que não existe no mundo real. Afinal, justamente por se tratar de um padrão ideal, ele não pode ser verificado na realidade. 

Ainda assim, esse conceito serve para ilustrar um padrão hipotético do que seria o estado ideal da concorrência entre os players de um determinado mercado.

As principais características de uma concorrência perfeita

A concorrência acontece em um cenário que aborda um conjunto de condições ideais, que são:

  • A solução (produto ou serviço) oferecida em determinado mercado ser homogênea;
  • Um equilíbrio de forças que fazem com que nenhum vendedor ou comprador influenciem individualmente no preço final
  • Muitos consumidores com informações completas sobre a solução e o preço e dispostos a comprarem o produto ou serviço em questão;
  • Facilidade para as empresas entrarem e saírem de determinado mercado;
  • Entre outros.

Qual a importância das empresas perfeitamente competitivas?

Quanto mais próxima da concorrência perfeita, mais competitiva será uma empresa. Realizar uma análise nesse sentido é muito importante para os planejadores financeiros.

Afinal, é fundamental considerar esse cenário para, por exemplo, entrar em algum mercado e aproveitar as suas melhores oportunidades para medir o nível de oferta e demanda.

Além disso, estudar um padrão de concorrência perfeita também pode trazer métricas importantes para auxiliar na proibição de práticas ilegais de mercado dentro das políticas econômicas, como a formação de monopólios e oligopólios, por exemplo.

Dessa forma, a concorrência perfeita pode auxiliar na estruturação de mercados que possuem a entrada de novas empresas facilitada, além de permitir uma estruturação mais assertiva.

Outras vantagens da concorrência perfeita são: 

  • Promover o equilíbrio entre as empresas que estão inseridas em um determinado mercado;
  • Aprimora a inovação e mobilidade de mercado;
  • Diminuição de barreiras para a entrada e saída de empresas;
  • Produtos de qualidade com preço justo.

Concorrência perfeita: exemplos

Os exemplos de produtos que chegam mais perto desse tipo de concorrência são aqueles que fazem parte do mercado de grãos, como o milho, açúcar e soja, por exemplo. 

Caso uma empresa de soja tente aumentar individualmente o seu preço, ela irá perder boa parte da procura.

Afinal, o comprador irá preferir a concorrência, pois ela irá oferecer um produto igual ou semelhante por um preço menor.

Outros tipos de concorrência

Como você pôde ver, esse modelo de concorrência é impossível de existir no mundo real. Dessa forma, predominam outros tipos de concorrência, como a imperfeita ou até mesmo o monopólio. Entenda melhor sobre eles:

  • Concorrência imperfeita: modelo onde há um desequilíbrio entre oferta e demanda. Nesse sentido, uma ou algumas das partes acabam dominando o mercado e exercendo influência sobre o preço do produto ou serviço comercializado. 
  • Monopólio: nesse modelo, existe apenas uma empresa atuando na venda de uma solução. Como se trata somente de uma empresa dominando o mercado, ela acaba tendo o controle do preço de seus produtos da forma que seja melhor para ela.

 

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre inovação, pesquisa de mercado e experiência do consumidor? Não deixe de acompanhar as outras publicações do Blog Opinion Box!

Também poderá gostar de: