3 cases que mostram como as empresas evoluem ouvindo seus consumidores

Daniela Schermann
3 cases que mostram como as empresas evoluem ouvindo seus consumidores

Ouvir o que o consumidor tem a dizer, entender seus hábitos de consumo e captar as tendências do mercado e do mundo são fundamentais para que a sua marca possa se consolidar e crescer. Mas muito se engana quem pensa que, após conseguir um lugar entre as grandes estrelas do mercado, você não precisa mais se preocupar com pesquisas de mercado e com o comportamento do consumidor.

Veja três casos super recentes de gigantes do mercado que fizeram grandes mudanças de marketing baseadas na opinião dos seus clientes ou nas tendências dos consumidores:

McDonald’s

Pela primeira vez em mais de 50 anos de história, a maior rede de fast foods do mundo apresentou queda em suas vendas. Além disso, ao realizar pesquisas de mercado, a empresa descobriu que era vista por seus consumidores como algo atrasado.

Os resultados das pesquisas e das vendas mostravam que era necessário fazer mudanças. A companhia, então, contratou em março do ano passado um novo CEO, o britânico Steve Easterbrook, que rapidamente apresentou a sua estratégia de mudança: diminuir alguns níveis de gestão, ouvir mais os consumidores e agir mais rápido para atender às suas demandas.

Diversas mudanças foram implantadas, tanto no cardápio e nas receitas dos sanduíches quanto nos salários dos funcionários e nos serviços de drive-thru e delivery – e até um sistema de garçonetes levando os sanduíches às mesas está sendo testado na Califórnia.

As mudanças já apresentaram resultados e a rede de sanduíches voltou a crescer novamente, com alta de 5% nas vendas globais no último trimestre.

Recomendado para você: Comportamento do consumidor: cases de sucesso

Coca-Cola

Após sete anos, a Coca-Cola anunciou no início deste ano a sua nova estratégia de marketing global, marcada por duas grandes mudanças: a primeira é o novo slogan, “taste the feeling” ou “sinta o sabor”, que tem como objetivo trazer o produto ao centro da comunicação.

De acordo com o diretor global de marketing da empresa Marcos de Quinto, a antiga campanha “Abra a felicidade” se ampliou em mensagens de paz, anti-bullying e outros temas relevantes, mas que acabaram se tornando enfadonhos e sérios demais. Agora, o objetivo do novo slogan é reforçar a simplicidade de abrir uma lata de Coca-Cola e apreciar o momento.

Outra mudança importante é que, pela primeira vez, o mesmo posicionamento será utilizado para todos os produtos da marca. A diretora de marketing da Coca-Cola Brasil explicou que a decisão foi baseada na demanda dos consumidores de querer que as escolhas sejam mais fáceis.

As duas novidades mostram a necessidade da terceira marca mais valiosa do mundo se adaptar às tendências do consumidores e aos seus novos hábitos de consumo. Até mesmo quem está no topo precisa se reinventar para se manter nas alturas.

TIM

Outra marca que está de olho nas mudanças que acontecem no comportamento do consumidor é a TIM. A empresa de telefonia apresentou na semana passada a sua nova logomarca, que por enquanto será utilizada apenas na Itália, mas em breve deve chegar ao Brasil.

Em comunicado oficial, a marca anunciou que o novo logotipo é moderno e simples, para expressar os valores e as características da companhia, focada no futuro.

Assim como a Coca-Cola, a TIM também está fundindo todos os segmentos sob o mesmo nome – até então, alguns países usavam o nome Telecom Itália. De acordo com o CEO Marco Patuano, essa fusão reflete “a convergência das tecnologias fixa e mobile, possibilitada pela internet, novos produtos, tecnologias e plataformas digitais”.

3 cases que mostram como as empresas evoluem ouvindo seus consumidores

E você? Está de olho nos movimentos do seu mercado? Ouve os seus consumidores? Conte a sua experiência para a gente!

Também poderá gostar de:

Internet das Coisas e marketing: Possibilidades e desafios Roupas com sensores que coletam dados como frequência cardíaca, respiração, movimento e sono. Malas que não precisam ser...
3 formas eficientes de gerar dados e obter inteligência competitiva Inteligência competitiva é um processo contínuo de monitoramento e análise estratégica, fundamental para qualquer empres...
AUTOR
Daniela Schermann

Daniela Schermann

Jornalista e Líder de Marketing do Opinion Box, é especialista em Inbound Marketing e entende tudo sobre pesquisa e comportamento do consumidor. Prefere ser chamada só de Dani e está sempre aprendendo alguma coisa nova.

Daniela Schermann
Receba nossas novidades por e-mail