Campanhas publicitárias: Como o brasileiro lida com as propagandas?

Daniela Schermann
Campanhas publicitárias: Como o brasileiro lida com as propagandas?

Responda rápido: quantas propagandas de diferentes marcas, produtos ou serviços você já viu hoje? A todo momento, somos impactados por diferentes tipos de campanhas publicitárias nos mais diversos formatos de mídia. E o que será que os consumidores pensam disso?

O Opinion Box, em parceria com o Digitalks, fez uma pesquisa de mercado com mais de 2.000 internautas brasileiros. O objetivo da pesquisa era entender como eles se relacionam com as propagandas nas diferentes mídias. Os resultados foram apresentados na Conferência Mídia e Performance do Digitalks, em São Paulo, e a gente traz os principais insights aqui para você:

O volume das campanhas publicitárias

Pensando um pouco mais sobre a pergunta que eu te fiz no primeiro parágrafo: de modo geral, você considera que hoje você vê mais ou menos comerciais do que assistia há cinco anos atrás?

43% acham que assistem a mais propagandas hoje. Para um quarto dos entrevistados, a percepção é de que hoje se vê a mesma quantidade de propagandas e 32% acham que veem menos comerciais nos dias atuais.

O fato de mais pessoas acharem que veem mais propagandas hoje não quer dizer, no entanto, que mais pessoas são totalmente impactadas pelas campanhas publicitárias. 74% disseram que pulam o anúncio em vídeos no YouTube assim que o botão aparece. 64% pulam o anúncio assim que ele aparece em sua timeline no Twitter e 63% fazem a mesma coisa no Instagram.

Na televisão, durante os comerciais, 58% deixam de assistir as propagandas, seja usando o telefone, seja indo ao banheiro ou a outro cômodo da casa. Além disso, 49% costumam mudar de canal assim que as campanhas publicitárias se iniciam.

Por fim, chama a atenção que 43% concordam com a frase: “Normalmente, eu me lembro das propagandas legais, mas esqueço qual a marca que fez o vídeo”. E você, também concorda?

A qualidade das campanhas publicitárias

“Já não se fazem mais propagandas como antigamente”. Você provavelmente já ouviu alguém dizer essa frase, ou talvez até mesmo já se pegou pensando ou falando algo assim. Apesar dessa frase ser um clichê, não é o que pensa a maior parte dos entrevistados: 46% acham que as propagandas atuais são mais criativas que as de 5 anos atrás, e apenas 21% pensam o inverso.

A pesquisa não avaliou as pesquisas de antigamente, mas descobriu que o público brasileiro é bem exigente em relação à qualidade dos comerciais. As propagandas mais bem avaliadas são as da TV, e mesmo assim, tiveram apenas 56% de aprovação. Em segundo lugar ficaram os anúncios do Facebook, com 51% de aprovação e 49% de rejeição. No YouTube, a situação é parecida, com 49% de aprovação e 51% de rejeição.

Instagram, Snapchat e Twitter ficaram com 53%, 54% e 59% de rejeição, respectivamente.

Amor ou ódio?

Mas será que o consumidor quer propagandas na sua vida? Por incrível que pareça, sim! 67% afirmam que, quando a propaganda é bem feita, é prazeroso assistir ao vídeo.

A verdade é que a relação dos brasileiros com as propagandas é um verdadeiro caso de amor e ódio. Enquanto 33% adora as propagandas, 31% as odeia.

Compartilhamento das propagandas

Vale lembrar que estamos na era dos vídeos. Por isso, é bastante comum que as campanhas publicitárias façam parte dos milhares de vídeos que são compartilhados a todo momento. Não é a toa que as marcas se preocupam tanto em criar campanhas capazes de viralizar.

De acordo com a pesquisa, 86% dos entrevistados abrem os vídeos que são enviados para ele por WhatsApp ou mensagens privadas. Além disso, 76% assistem o mesmo vídeo mais de uma vez, quando o recebem diversas vezes. 65% afirmam ter o hábito de marcar amigos ou familiares em um vídeo de propaganda que o fez lembrar da pessoa, 64% costumam enviar esse vídeo por mensagem e 60% compartilham em suas próprias timelines vídeos de propagandas que acharam interessante.

Conclusões da pesquisa sobre campanhas publicitárias

Os dados da pesquisa reforçam que, em meio à abundância de conteúdo que se vive hoje, a melhor forma de se destacar é com conteúdo de qualidade. As campanhas publicitárias precisam, mais do que nunca, se destacar, encantar e contar histórias que surpreendam, emocionem e prendam a atenção do espectador.

Nos dias atuais, o tempo é escasso. As marcas que querem 15, 30 ou 60 segundos da atenção do público precisam merecer esse tempo. Se o consumidor acha que aquele material não merece sua atenção, ele rapidamente vai mudar de canal, trocar de mídia ou rolar a timeline. As plataformas digitais e a própria televisão dão este poder para o consumidor que, cada vez mais inquieto, disperso e ávido por conteúdo e entretenimento, utiliza esse poder ao seu favor.

No entanto, se a marca conseguir impactar o espectador, ele não só vai assistir o vídeo até o fim, como vai comentar, enviar diretamente para outros consumidores em potencial ou divulgar organicamente em sua própria rede social.

E qual a melhor forma de conseguir se comunicar e prender a atenção do seu consumidor? Conhecendo em profundidade o seu público-alvo, é claro. As marcas precisam estar em sintonia com os hábitos do seu consumidor e precisam conhecer seus medos, desejos, as causas que o movem e motivam, para poder se comunicar diretamente com ele.

Ainda que seja uma disputa acirrada, me parece mais justo, tanto para o consumidor quanto para as marcas. Não é mesmo?

Sobre a pesquisa

A pesquisa foi realizada no Painel de Respondentes do Opinion Box em outubro de 2017. Foram entrevistados 2.014 homens e mulheres de todas as regiões do país e de todas as classes sociais.

A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%.

Quero fazer uma pesquisa de mercado

Quer obter dados e informações exclusivas sobre o seu mercado, seus consumidores e seus hábitos de consumo? No Opinion Box, você mesmo pode fazer uma pesquisa de mercado sem sair da frente do computador. Basta se cadastrar gratuitamente na nossa plataforma de pesquisa.

Você cria o seu questionário e pode enviá-lo para os seus contatos ou para o nosso Painel de Respondentes. Temos mais de 100 mil consumidores em todo o país, prontos para responder às suas perguntas.

Se precisar de ajuda ou se quiser falar com um público muito específico, não se preocupe. Nós temos um time de especialistas em pesquisa de mercado pronto para te ajudar. Nós podemos resolver as suas dúvidas ou cuidar do seu projeto de pesquisa inteiro, do início ao fim. Converse com a gente!

Também poderá gostar de:

Opinion Box e Mobile Time pesquisam: 7 em cada 10 realizaram compras p... Nos dias 04 e 05 de outubro, São Paulo recebeu a nona edição do Fórum Mobile+. O Opinion Box marcou presença no evento m...
Opinion Box e Mobile Time pesquisam: Mensageria no Brasil e a oniprese... Quanto tempo você já passou no WhatsApp hoje? A nova pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion: Mensageria no Brasil conclui...
AUTOR
Daniela Schermann

Daniela Schermann

Jornalista e Líder de Marketing do Opinion Box, é especialista em Inbound Marketing e entende tudo sobre pesquisa e comportamento do consumidor. Prefere ser chamada só de Dani e está sempre aprendendo alguma coisa nova.

Daniela Schermann
Receba nossas novidades por e-mail