Metodologia Scrum: como os métodos ágeis podem mudar a rotina da sua empresa

Daniela Schermann
Metodologia Scrum: como os métodos ágeis podem mudar a rotina da sua empresa


Descubra o que é e para que serve a metodologia scrum, o passo a passo completo para implantar a metodologia no seu negócio e outras metodologias ágeis que você pode começar a utilizar hoje mesmo.

Imagine se a sua empresa pudesse produzir mais com menos, evitar desperdício de tempo e recursos, gerar produtos de forma ágil e tomar decisões de forma mais inteligente. Pois é exatamente isso que a metodologia scrum se propõe a fazer.

Apesar de trazer preceitos muito simples, a metodologia scrum representa uma disrupção na forma de muitas empresas trabalharem. Nascida no universo da tecnologia, o scrum vem sendo aplicado por empresas do mundo todo e trazendo resultados incríveis.

É por isso que as empresas e os profissionais precisam conhecer de perto a metodologia scrum e entender como trazê-la para a realidade do seu dia a dia de trabalho. Este post foi produzido com base na palestra que o Thiago Moreira, founder e CBO da Vulpi, ofereceu para nós, no que aplicamos aqui no Opinion Box e nos fundamentos do livro do criador do scrum, Jeff Sutherland.

Metodologia scrum e metodologia ágil: qual a diferença?

Antes de mais nada, é importante explicar a diferença entre esses dois conceitos. Apesar de muitas vezes serem apresentados como sinônimos, eles não são iguais.

A metodologia ágil surgiu em 2001, quando um grupo de 17 desenvolvedores de tecnologia lançou o Manifesto Ágil. O objetivo do documento é estabelecer diretrizes para organizar e gerenciar projetos complexos. Na declaração, eles estabelecem quatro valores e doze princípios da metodologia ágil.

Os quatro valores do Manifesto Ágil são:

  • Os indivíduos e as interações entre eles mais do que processos e ferramentas;
  • Software em funcionamento mais do que documentação abrangente
  • Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos
  • Responder a mudanças mais que seguir um plano

Assim, a metodologia ágil se refere a um conjunto de métodos e práticas baseadas nos valores e princípios do manifesto ágil. Já o scrum é uma das ferramentas da metodologia ágil.

A metodologia scrum baseia-se em ciclos rápidos de desenvolvimentos, chamados de sprints. Para que cada sprint tenha sucesso, é preciso ter muito claro quais são os papéis fundamentais da equipe, as atividades básicas que precisam ser desenvolvidas e a entrega final.

Pensando em desenvolvimentos de TI, a entrega final é sempre o software em funcionamento. Ou seja, precisa ser um produto testável. Extrapolando para outras áreas da empresa, é preciso definir o que é a entrega final, e como testá-la para saber se o sprint teve sucesso ou fracassou.

O que é metodologia scrum

A metodologia scrum é uma ferramenta de trabalho baseada em metodologias ágeis. Ela foi desenvolvida por Jeff Sutherland, autor do livro “Scrum: a arte de trabalhar o dobro na metade do tempo”. O autor conta que a decepção com empresas que exigiam projetos com cronogramas apertados e orçamentos exagerados o levou a pesquisar e desenvolver o scrum.

Neste TED, o autor conta um pouco mais sobre a metodologia:

Metodologia scrum: passo a passo

O grande diferencial da metodologia scrum é como você organiza as pessoas e as etapas dos processos.

Em linhas gerais, o scrum se configura por sprints, ou seja, pequenos ciclos de trabalho que duram, em média, 15 dias.

Primeiramente, vamos falar das pessoas que estabelecem papéis fundamentais no scrum:

Dono do Produto (ou Product Owner)

É a pessoa com autoridade para dizer o que o produto final vai ter, e também o que ele não vai ter. O Dono do Produto deve ser alguém capaz de representar os interesses do usuário final do produto ou do projeto que está sendo criado.

Ao longo do sprint, o Dono do Produto é responsável pelo Backlog. Este é um documento que lista todas as tarefas, exigências e necessidades do produto.

A lista do Backlog é criada em conjunto por toda a equipe envolvida no sprint, mas é o Dono do Produto que estabelece a ordem de prioridade desta lista, dos itens imprescindíveis no topo ao menos essenciais, no fim. As prioridades são estabelecidas com base em diferentes premissas, como valor para o usuário, custo, riscos, esforços e outros.

O Backlog tem outra função, que é registrar a história daquele sprint. Ao analisar o Backlog, fica claro como está o andamento do projeto e, ao fim do sprint, também é possível extrair dali o que deu certo e o que deu errado.

Scrum Master

O Scrum Master é responsável por garantir as condições de trabalho do time. Assim, ele é responsável por ajudar os envolvidos a entender as premissas do projeto, oferecer todos os equipamentos e ferramentas necessárias para a execução das tarefas, proteger a equipe de interferências externas e imprevistos e assumir a liderança em situações de conflitos ou outros impedimentos que atrapalhem a produtividade.

É importante deixar claro que o Scrum Master não é o gerente do projeto. Ou seja, ele não tem autoridade para exercer controle sobre a equipe. O que ele faz é assumir papel de líder em situações específicas, apenas isso.

Time Scrum

O time scrum é formado pelas demais pessoas que vão executar o sprint. O ideal é que o seu time seja multidisciplinar, capaz de executar todo o projeto, desde sua concepção até o teste final.

Um dos grandes diferenciais da metodologia scrum é que não há uma divisão exata de tarefas entre o time. Não há um responsável pré-estabelecido, assume cada demanda aquele que for mais rápido ou se mostrar mais capaz para executá-la.

Esta é a grande disrupção do processo: não definir quem faz o que. Desta forma, você não tem cada um olhando para uma pequena tarefa individualmente, e sim todos olhando coletivamente para o sucesso do projeto. Isso é o que dá agilidade ao processo e, para acontecer corretamente, é fundamental a sinergia do time.

Ao final do sprint, não há o sucesso ou fracasso de cada um, nem culpados ou responsáveis. A responsabilidade é do time como um todo.

Etapas da metodologia scrum

Agora que você já conheceu os personagens do scrum, vamos às principais etapas:

Scrum Planning:

Esta é uma etapa muito importante, onde se define quem será o Dono do Produto e o Scrum Master. Também é no Planejamento que se começa a criar o Backlog.

Sprint:

É o processo do scrum como um todo, em que o time vai realizar as tarefas para colocar o produto funcionando.

Updates diários:

Assim como todo o processo de scrum, as reuniões diárias de update também precisam ser ágeis. Normalmente, não levam mais que quinze minutos e acontecem em pé, para que ninguém esteja muito confortável. Muita gente recomenda fazer as reuniões logo antes do almoço. Dessa forma, as pessoas, com fome, não enrolam e não desperdiçam tempo e energia. O objetivo é resumir o que cada um fez, o que está impedindo alguém de fazer mais e qual o próximo passo.

Reunião de backlog grooming:

Essa só acontece quando tem algum desalinhamento ao longo do projeto e serve para refinar o backlog. O Dono do Produto participa da reunião para ajudar a resolver pontos, dores e angústias e manter o backlog limpo, arrumado e funcional.

Fim do sprint:

Ao fim do período estabelecido, avalia-se se o sprint foi bem sucedido ou não. O prazo de um
sprint não se estende – se chegamos ao fim do período e o projeto não se concluiu, é porque o sprint fracassou.

Review:

É uma reunião mais extensa, em que o Dono do Produto gera um relatório com tudo o que foi concluído e o que não foi, tudo o que foi desenvolvido e o teste do produto final.

Retrospectiva:

Após o fim do sprint, avalia-se o que deu certo no processo e o que não deu. O objetivo é discutir cada ponto com foco na melhoria do processo para o próximo sprint.

Após a retrospectiva, é fundamental um período de descanso e esvaziamento da cabeça para então começar o próximo Scrum Planning.

Metodologia Scrum: como os métodos ágeis podem mudar a rotina da sua empresa

Metodologia scrum: vantagens e desvantagens

Quem opta por trabalhar com a metodologia scrum, deve estar atento às vantagens e desvantagens deste processo.

Além da agilidade, claro, o scrum traz outras vantagens, como a adaptabilidade e a motivação do time. Adaptabilidade, no sentido de se adaptar rapidamente a possíveis imprevistos ou mudanças. Motivação, porque ao trabalhar com tarefas e sprints curtos, o time sente-se mais realizado e vê com mais facilidade a importância do processo.

Por outro lado, a maior desvantagem do scrum é a dificuldade de seguir o processo à risca. Seja por falta de conhecimento técnico, resistência por parte da equipe ou falta de costume de trabalhar com metodologias ágeis, muitos projetos de scrum acabam fracassando.

Para evitar esse erro, é preciso fazer um trabalho junto ao time, explicando as vantagens e as características do projeto. Depois que a empresa se adapta à fase de mudança, as vantagens são inúmeras e facilmente perceptíveis.

Outros tipos de metodologias ágeis

Como explicamos no começo desse post, o scrum é apenas uma das ferramentas da metodologia ágil. Conheça outras:

Lean

A palavra lean significa enxuto. O conceito de lean é muito usado em startups, que precisam produzir mais com menos e acabar com qualquer tipo de desperdício – seja de tempo, dinheiro ou qualquer outro recurso da empresa.

Assim, a metodologia lean baseia-se em redução de custos, melhoria da qualidade, aumento de produtividade e compartilhamento da informação.

Smart

O Smart, além de vir da palavra em inglês “esperto”, também é uma sigla. O conceito de Smart é aplicado para definição de metas dentro da metodologia ágil, e estabelece os cinco critérios que devem estar presentes em uma meta:

  • Specific (especificidade): Pense no objetivo da sua meta. Quanto mais específico ele for, mais fácil será de definir a sua meta.
  • Mensurable (mensurável): Toda meta precisa ser mensurável, ou seja, representada de forma numérica.
  • Attainable (alcançavel): As metas precisam ser possíveis de alcançar, dentro da realidade financeira e dos recursos disponíveis da sua empresa.
  • Relevant (relevante): Suas metas precisam ser significativas para o crescimento da sua empresa ou para o trabalho da sua área. Não perca tempo estabelecendo e correndo atrás de metas insignificantes.
  • Time-related (temporal): Qualquer meta precisa ter um prazo estabelecido para se concretizar.

Seguindo esses conceitos, fica muito mais fácil entender quais metas sua empresa, seu departamento ou cada colaborador precisa se preocupar. Seguindo o Smart, ninguém perde tempo e foco para estabelecer ou para alcançar as metas.

Kanban

O Kanban foi desenvolvido pela montadora da Toyota e é, ao mesmo tempo, extremamente simples e eficaz.

Em japonês, Kanban significa “registro” ou “placa visível”. Assim, o kanban é um quadro visível dividido em três etapas: “to do” (a fazer), “doing” (fazendo) e “done” (feito).

Com esse recurso simples, é possível identificar as diferentes etapas de um processo e os pontos críticos que podem gerar atrasos na tarefa ou projeto.

Diferentes aplicações para métodos ágeis

Um dos grandes diferenciais das metodologias ágeis e do scrum é que ele pode ser aplicado em praticamente tudo. E, quando eu digo tudo, não é apenas em processos de trabalho, mas também na sua vida pessoal.

Quer emagrecer? Crie metas Smart para atingir seu objetivo. Vai fazer sua festa de casamento? Crie um Kanban com os preparativos. Quer reformar o apartamento? Aplique a metodologia Scrum para que o projeto aconteça dentro do seu prazo e orçamento.

Pensando no dia a dia da sua empresa, as metodologias ágeis podem ser adotadas como um modelo de gestão e execução de tarefas. Assim, as decisões podem ser tomadas de formas mais ágeis e os processos podem ser executados em tempos menores e com mais eficiência.

Adote metodologias ágeis em projetos como o desenvolvimento do seu site, a criação ou evolução de um novo produto, a preparação do planejamento estratégico da sua empresa e diversos outros processos que fazem parte do dia a dia da sua empresa.

Utilizou a metodologia ágil para criar um novo produto? Chegou a hora de testá-lo! Baixe o nosso ebook de teste de produto e veja como saber se o seu produto está pronto para ir para o mercado.

Metodologia Scrum: como os métodos ágeis podem mudar a rotina da sua empresa  

Como utilizar as metodologias ágeis em projetos de pesquisa de mercado

Mas por que falar em metodologia ágil em um blog sobre pesquisa de mercado? Primeiramente porque esta é uma tendência mundial que está revolucionando a forma das pessoas trabalharem e, se você acompanha nosso trabalho, sabe que adoramos tendências e metodologias revolucionárias.

Segundo, porque a metodologia ágil pode ser utilizada por todos os departamentos da empresa, inclusive seu time de marketing ou time de Consumer Insights.

A sua empresa deve pensar os projetos de pesquisa de mercado como sprints que devem ocorrer continuamente. Assim, você sempre terá dados e informações para tomar decisões com segurança e pode conhecer a fundo o comportamento do consumidor e a experiência de compra do seu cliente.

Quer saber como realizar pesquisas de mercado de forma ágil e contínua? Converse com o nosso time de Insights e descubra como nós podemos te ajudar.

Metodologia Scrum: como os métodos ágeis podem mudar a rotina da sua empresa

Também poderá gostar de:

Design Sprint: a metodologia do Google para resolver problemas na sua ... Design sprint é uma metodologia desenvolvida pelo Google para resolver problemas de forma super rápida. Como? Leia o pos...
Como aumentar a produtividade da sua equipe: 11 dicas e apps Os desafios no dia a dia de uma empresa não são poucos. Vender mais, fidelizar clientes, entrar na mente do consumidor. ...
AUTOR
Daniela Schermann

Daniela Schermann

Jornalista e Líder de Marketing do Opinion Box, é especialista em Inbound Marketing e entende tudo sobre pesquisa e comportamento do consumidor. Prefere ser chamada só de Dani e está sempre aprendendo alguma coisa nova.

Daniela Schermann
Receba nossas novidades por e-mail