Marketing no LinkedIn: como usar o LinkedIn para estratégias de marketing

Pedro D'Angelo
Marketing no LinkedIn: como usar o LinkedIn para estratégias de marketing

Eu ia começar esse post tentando te convencer da importância e da grandeza das redes sociais na nossa vida. Acabei desistindo porque se você chegou até aqui querendo saber sobre marketing no LinkedIn, é claro, já deve ter percebido do que as mídias sociais são capazes.

O LinkedIn, que é o assunto específico desse post, já mostrou sua força como rede social nos últimos anos. Com mais de 500 milhões de usuários no mundo todo, a rede social voltada para a vida profissional é uma ótima plataforma para relacionamento.

Vamos explorar então o que você pode fazer de marketing no LinkedIn, usando o seu perfil pessoal ou uma página da sua empresa. Continue lendo também para descobrir dados de nossa pesquisa exclusiva sobre o LinkedIn no Brasil.

Resultados de pesquisa: uso do LinkedIn no Brasil

Para entender melhor o perfil do usuário de LinkedIn no Brasil, recorremos a uma pesquisa de mercado.

Entrevistando 2196 internautas do nosso Painel de Consumidores, descobrimos que 22% dos brasileiros acessam o LinkedIn pelo menos uma vez por semana. Por isso, além de volume de usuários que se conectam por lá, vemos que a rede é expressiva no uso. Portanto, por que não explorar o LinkedIn para gerar mais leads e se relacionar com seus consumidores?

Por ser uma rede social profissional, não é de se espanta que 59% usam o LinkedIn frequentemente para procurar emprego. Ainda assim, não é só para isso que a plataforma serve e é utilizada. A maior parte dos entrevistados (65%) usa o LinkedIn para acompanhar artigos de seu interesse. Metade da amostra gosta de acompanhar postagens de amigos e colegas, enquanto 54% também utilizam para se conectar com empresas e acompanhar seus conteúdos.

O usuário de LinkedIn, portanto, está bastante aberto a se relacionar com marcas pela rede. Além dessa disposição, ele também está bastante presente na plataforma. Descobrimos que 37% dos usuários entra no LinkedIn pelo menos uma vez por dia, considerando também que 87% conferem seus feeds na rede ao menos uma vez por semana.

Sobe conteúdos e hábitos de uso, descobrimos que o usuário do LinkedIn vai muito em busca de conhecimento e novos aprendizados. 77% dos cadastrados na rede consideram que ela seja um bom lugar para aprender com dicas profissionais. 82% vão além e afirmam julgar importante seguir profissionais da sua área no LinkedIn para aprender e se atualizar. Para profissionais e empresas que querem usar a rede social para suas estratégias de marketing, ficam essas dicas para pensar em que tipo de conteúdo e em como fisgar corretamente a atenção do seu público por lá.

Como criar o seu perfil corretamente

O primeiro passo de toda rede social é aprender a criar o seu perfil. Criar a sua conta pode ser um processo fácil, mas cada rede social tem seus próprios truques na hora de elaborar um perfil com as informações certas.

No caso do LinkedIn, por se tratar de uma rede mais voltada para os negócios, preencher o perfil se torna uma tarefa mais estratégica.

O seu perfil pessoal do LinkedIn, antes de mais nada, precisa ser totalmente preenchido. Ao contrário de redes como o Facebook e principalmente o Instagram e Twitter, que são mais minimalistas, o LinkedIn tem uma série de campos a serem preenchidos no perfil. As informações vão desde informações pessoais e de contato, que são básicas, até experiências com projetos voluntários, prêmios e publicações que você acumulou na sua vida profissional.

Além de preencher todas as informações, o perfil do LinkedIn tem alguns truques para te tornar mais fácil de ser encontrado.

O principal é ter atenção nas informações básicas no cabeçalho do perfil. Lá, não basta apenas colocar uma foto amigável. É importante preencher o seu cargo com palavras-chave que deixem claro o que você faz. Tanto para recrutadores quanto para possíveis parceiros e clientes é essencial que fique claro o que você faz.

No mais, as dicas que valem sempre são as de todas as redes sociais: descreva a si mesmo, deixe seus contatos e tenha um perfil amigável para quem for te adicionar.

Criando uma rede de contatos poderosa

Assim como qualquer rede social, o LinkedIn é feito de contatos e interações. Por lá, priorize conhecer e adicionar o máximo de pessoas que possam agregar à sua redes.

Além disso, o LinkedIn dá bastante visibilidade para quem interage com sua rede. Portanto não adianta apenas ler ou curtir. Comente nas publicações, publique você mesmo e interaja ao máximo com seus contatos e o LinkedIn vai te recompensar.

Como em toda rede social, novamente, o LinkedIn também tem a opção de compartilhar conteúdos e de bater papo por mensagens. Para quem trabalha estratégias de marketing de relacionamento, tudo isso pode ajudar.

Ao utilizar as mensagens Inbox, tome cuidado para não ser invasivo. Antes de sair oferecendo seu produto para todos os seus contatos, selecione as pessoas e pergunte se ela está disposta a conversar, antes de oferecer qualquer coisa.

Gerenciando uma página empresarial no LinkedIn

Para usar o marketing no LinkedIn para empresas, o primeiro passo é criar a sua company page no site. Assim como as fanpages do Facebook, a Company Page é o perfil da empresa na rede social.

Por lá você é seguido pelo seu público, publica conteúdo e gerencia anúncios gerados na própria plataforma.

Criar uma company page é muito fácil. Basta acessar www.linkedin.com, clicar em “Soluções” no canto superior direito da página e escolher “Crie uma Company Page”. Em seguida, você vai escolher a sua URL personalizada, confirmar que é um representante oficial da empresa e a página estará criada.

Como engajar público no LinkedIn

Como toda rede social, o bom funcionamento do LinkedIn vai se basear em engajamento. Seja no perfil pessoal ou na página da empresa, você vai precisar chamar atenção, despertar interesse e estimular o contato do público com seu negócio.

O primeiro passo para engajar corretamente no LinkedIn, é claro, é criar conteúdo relevante e de qualidade. Pensando em conteúdo de marcas, lembre-se que o consumidor é exigente e quer ser abordado com materiais que fazem sentido para seu momento, suas necessidades e dores.

O LinkedIn também recompensa com o tão sonhado alcance as pessoas e marcas que melhor interagem na plataforma. Por isso, não economize na hora de postar, mas também use o tempo para comentar nas publicações, engajar em conversas e na relação com outros usuários do site.

Perfis e páginas que não engajam são menos vistas e, consequentemente, menos lembrados pelos consumidores. Por isso, uma dica que vale não só para o LinkedIn mas para qualquer estratégia de rede social é manter certa periodicidade de postagens enquanto interage também com aqueles a seu redor.

Estratégia de conteúdo para LinkedIn

Tanto pelo perfil pessoal quanto pela página empresarial, o marketing no LinkedIn também deve contar com uma estratégia de conteúdo forte.

O conteúdo no LinkedIn é muito mais voltado a assuntos profissionais, mesmo no perfil pessoal. Por isso, priorize temas relacionados ao seu negócio, experiências e dia a dia como profissional da sua área. Tanto empresas quanto perfis que querem fazer marketing no LinkedIn devem aplicar as regras de sempre no conteúdo. Fale de forma como seu público entende e se comunica. Crie conteúdo original e relevante. Mais ainda, poste com frequência para se manter relevante.

Os algoritmos do LinkedIn impulsionam conteúdos que se mostram relevantes para a sua rede. Ou seja, um post que rapidamente começa a ter curtidas, comentários e compartilhamentos, vai ser exibido para mais pessoas. A melhor forma de se destacar é publicando conteúdos exclusivos ou que podem ser relevantes para a sua rede.

Por exemplo, se você é especialista em alguma área, utilize o LinkedIn para compartilhar conhecimento. Ofereça dicas e soluções para o seu público.

No LinkedIn do Opinion Box, por exemplo, nós divulgamos muitos resultados de pesquisa, sobre diversos assuntos. Dados de pesquisa, aliás, são um tipo de conteúdo inédito e exclusivo que pode ser utilizado por qualquer empresa. Basta fazer uma pesquisa com seus consumidores e divulgá-la nas redes sociais.

Anúncios no LinkedIn: vale a pena?

O marketing no LinkedIn também dá a opção de as empresas fazerem anúncios, em um formato bem parecido com o Facebook Ads.

No Linkedin Ads você pode patrocinar atualizações postadas na sua página empresarial ou criar formatos diferentes, como displays mostrados no canto das páginas do site. Por lá, até vagas de emprego podem ser patrocinadas e impulsionadas como anúncio.

A vantagem de fazer anúncios no LinkedIn é sem dúvidas a grande possibilidade de segmentação.

Por ser voltada ao meio profissional, a rede permite segmentar anúncios por diversos aspectos das empresas onde os profissionais trabalham. Número de funcionários, setor de atuação, localização são só alguns exemplos. Os dados pessoais também são levados em conta. Idade do público, local onde moram, nível de experiência e cargo profissional são segmentações possíveis.

Ao contrário do Facebook Ads, o LinkedIn tem um mínimo de R$ 20 por campanha. Considerando a possibilidade de segmentações e direcionamentos do seu anúncio, não considere caro esse investimento. Com o direcionamento certo, o potencial dos seus leads serem qualificados é bastante alto.

Explore aqui as opções de anúncios e encontre as melhores para seu negócio e estratégias de mídia paga.

Quer saber mais sobre marketing nas redes sociais?

Baixe a nossa pesquisa exclusiva sobre os Hábitos de Conteúdo dos Brasileiros. Realizada pela segunda vez com a Contentools, a pesquisa desvenda as redes sociais, formatos e mídias preferidas dos internautas. Com comparativo em relação a 2017, você descobre a forma como consumimos conteúdo e tira insights para aplicar na sua própria estratégia de marketing. É só clicar no banner abaixo e baixar gratuitamente.

Também poderá gostar de:

O que é o pós-venda e como usá-lo para encantar seus clientes e vender... Sua empresa fechou uma venda. E agora? Pode comemorar, mas não pense que o trabalho acabou. Agora é a hora do pós-venda....
Comportamento do consumidor: fatores que influenciam o comportamento d... Entender o comportamento do consumidor é entender como as pessoas pesquisam e consomem produtos e serviços. É entender q...
AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.

Daniela Schermann
Receba nossas novidades por e-mail