Pesquisa de mercado ou instinto: em que as pequenas e médias empresas devem confiar mais?