10 tendências de pesquisa de mercado e opinião para 2018

Daniela Schermann
10 tendências de pesquisa de mercado e opinião para 2018

Já faz parte das nossas tradições de fim de ano preparar a lista de tendências de pesquisa de mercado e opinião para o ano seguinte. Muitas das tendências que previmos para 2016 e para 2017 se concretizaram, e várias ainda continuam valendo para 2018.

Mas nossos especialistas em pesquisa de mercado identificaram 10 tendências novas que serão amplamente pesquisadas por empresas e organizações, além de técnicas, canais e metodologias de pesquisa de mercado que também serão tendência para o próximo ano.

Não é preciso bola de cristal para prever tendências. Basta conhecer o mercado, o comportamento do consumidor e as principais metodologias do Brasil e do mundo.

Veja então quais são as 10 tendências de pesquisa de mercado e opinião para 2018:

1. Influenciadores digitais

O fenômeno dos influenciadores digitais é algo que chama a atenção de todos – dos consumidores às grandes marcas, passando pelos estudiosos de marketing. Não é só o Sérgio Chapelin que fica se perguntando quem são, de onde vem e o que comem.

Influenciadores digitais nada mais são do que pessoas que possuem um grande número de fãs ou seguidores nas redes sociais, e que utilizam essa base de consumidores e a sua própria imagens para divulgar produtos e serviços.

A grande vantagem de trabalhar com influenciadores digitais para divulgar sua marca ou produto é que você tem a oportunidade de estabelecer uma comunicação C2C (consumer to consumer). Os consumidores tendem a dar maior credibilidade para algo indicado por alguém, especialmente se for alguém que eles admiram ou se inspiram.

Por outro lado, é preciso estar atento a algumas regrinhas básicas antes de investir em influenciadores digitais. Antes de mais nada, claro, é preciso escolher pessoas que representem bem o seu público.

Em segundo, é preciso entender a qualidade dessa base de fãs. Não adianta nada o seu influenciador digital ter dezenas de milhares de fãs se, na verdade, eles não se identificam e não se relacionam com ele.

Como não errar na estratégia? A resposta é bem óbvia: com pesquisa de mercado. As marcas e as agências já entenderam que é preciso conhecer em profundidade o público-alvo e saber quem são os influenciadores digitais que de fato o representam antes de investir rios de dinheiro nas celebridades de redes sociais.

Outras pesquisas de mercado que serão amplamente realizadas em 2018 é a questão do papel dos influenciadores digitais como um todo. Cultura do espetáculo, hiperconectividade e outros temas relacionados à ascensão dos influenciadores digitais também serão tendências de pesquisa de mercado e opinião no Brasil e no mundo.

10 tendências de pesquisa de mercado e opinião para 2018  

2. Setor financeiro

Lembra quando o Uber surgiu e os taxistas se revoltaram? Lembra quando os hotéis ficaram desesperados por perder espaço para o AirBnb? Lembra quando as locadoras acharam que iam quebrar por causa dos downloads piratas? Ops.

As locadoras realmente quebraram, mas aí veio o Netflix e revolucionou o mercado novamente. Pois bem, o próximo mercado que deve passar por uma grande revolução, pasme, é o setor financeiro!

Com o surgimento das fintechs e o crescimento das moedas virtuais, a forma como as pessoas guardam seu dinheiro, investem e realizam compras está mudando radicalmente. Fintechs, para quem não sabe, são as startups voltadas para o setor financeiro.

Empresas como Nubank, Banco Inter e Digio são alguns exemplos de empresas que surgiram nos últimos anos e já estão tirando o sono dos grandes bancos.

Já as moedas virtuais, como Bitcoins e Ethereum, são moedas que utilizam criptografia para manter as transações seguras e ocultas, dificultando ou inviabilizando a regulamentação financeira. Elas não são emitidas pelo Banco Central de nenhum país, mas sim por um computador.

As transações de moedas virtuais são realizadas através do blockchain, um complexo sistema de contabilidade em que o registro é distribuído entre todos os elos da cadeia (daí o nome blockchain). A tecnologia por trás é pesada, mas você só precisa saber que é um método revolucionário de validar transações, pois os dados são imediatamente compartilhados.

O que tudo isso tem a ver com pesquisa de mercado? Tudo. São mudanças tão profundas e significativas, que são difíceis de acompanhar. E só fazendo muita pesquisa de mercado e opinião é que será possível entender a dimensão, as aplicações, as possibilidades e os riscos das fintechs, das criptomoedas e do blockchain.

Recomendado para você:  Meios de pagamento: como o cliente prefere pagar por suas compras?

3. Política

Ano que vem será ano de eleições presidenciais no Brasil, e não é novidade que isso sempre gera muitas pesquisas de opinião sobre política. No entanto, desde que as redes sociais passaram a ganhar muito peso na decisão do eleitor e os resultados se tornaram menos previsíveis, as pesquisas de intenção de voto vêm perdendo espaço.

O que os partidos, os candidatos e os veículos estão cada vez mais preocupados em saber é a opinião do eleitor diante dos problemas que ele enfrenta. Quais são as pautas que o cidadão quer ver seu candidato defender? Quais são as soluções que ele enxerga para os problemas do país? Quais fatores influenciam a sua decisão de voto?

Essas serão as principais tendências de pesquisa de mercado e opinião relacionadas à política nas próximas eleições.

Engajar os eleitores não será uma missão fácil, já que, se o voto fosse facultativo, 51% dos internautas nem compareceriam às urnas no ano que vem.

4. Pesquisa de tracking

Quem trabalha com pesquisa de mercado sabe que pesquisa de tracking não é nenhuma novidade. Tracking, em inglês, significa rastramento. Uma pesquisa de tracking, portanto, rastreia, ou monitora, a sua empresa ou marca durante um determinado período.

As pesquisas de tracking envolvem monitoramentos semanais, quinzenais, mensais, semestrais, anuais ou em outro período de tempo pré-determinado. Eles mostram a evolução de determinados aspectos da marca ao longo do tempo.

Mas por que a pesquisa de tracking se tornou uma das tendências de pesquisa de mercado e opinião para 2018? Até recentemente, pesquisa de tracking era algo feito apenas por grandes empresas.

No entanto, as marcas estão cada vez mais percebendo que as transformações que o mundo vem passando – tecnológicas, culturais, sociais, não importa – estão influenciando rapidamente o comportamento do consumidor.

Por isso, fazer uma única pesquisa de mercado, dependendo do tema e do objetivo, não resolve o problema. Ela mostra apenas um retrato de um cenário que está em constante movimento. Nestes casos, a pesquisa de tracking consegue criar uma imagem mais real, como os fotogramas que compõem um filme.

Com as pesquisas digitais, que tornam o custo das pesquisas de mercado mais acessíveis para pequenas e médias empresas, nós temos cada vez mais e mais empresas realizando trackings de pesquisa.

Recomendado para você:  Como fazer pesquisa de mercado sem sair da frente do computador

5. Igualdade de gêneros, raça e outras minorias

A questão do empoderamento da mulher vem ganhando destaque já há algum tempo. Ela inclusive já foi apresentada como uma das tendências de pesquisa de mercado e opinião aqui neste bloh há dois anos.

No entanto, em 2017, muitos fatos marcaram esse tema, com a queda de alguns poderosos do Brasil e do mundo por causa de denúncias de assédio moral, sexual, racismo e sexismo no ambiente corporativo.

Há um debate constante nas redes sociais. De um lado, os que lutam por direitos iguais e pela defesa das minorias. De outro, os que condenam o chamado linchamento virtual.

Sem entrar nas minhas opiniões pessoais, é fato que o tema é tão importante e urgente quanto polêmico e delicado. Por isso, mais do que nunca, as empresas precisam entender como lidar com esse tema. A imprensa precisa saber como lidar com esse tema. As pessoas precisam saber como lidar com esse tema.

E é exatamente por isso que esta é uma das tendências de pesquisa para 2018.

6. Segmentação específica

Já falamos um bocado aqui nas transformações que o mundo e as pessoas estão vivendo. Neste cenário, agrupar as pessoas por informações demográficas se torna cada vez mais complicado.

Por isso, as pesquisas de mercado e opinião vão utilizar cada vez mais segmentações específicas para compor suas amostras. O Opinion Box, sabendo dessa necessidade dos seus consumidores, lançou em 2017 diversos perfis de segmentação específica.

Hoje, você pode fazer de forma automática pesquisas de mercado apenas com mães, bancarizados, motorizados ou donos de animais de estimação. E a ideia é que, no ano que vem, novos públicos sejam lançados para você.

7. Novos canais de pesquisa

No ano passado, nós já falamos sobre os bots e as pesquisas por chatbots. Para 2018, as pesquisas de mercado por chatbots continuam sendo uma tendência, mas não apenas elas.

A chegada do WhatsApp Business, o aprimoramento de algumas ferramentas de geolocalização e muitas outras novas tecnologias representam novos canais de pesquisa de mercado.

Além disso, é preciso compreender que outros bancos de dados também podem ser usados como fontes de dados secundários de pesquisa. O Big Data se torna um importante aliado para explorar bancos de dados variados.

10 tendências de pesquisa de mercado e opinião para 2018  

8. Omnichannel

O conceito de omnichannel não é nenhuma novidade. A novidade, aqui, é decifrar o comportamento do consumidor em diferentes canais. A grande complexidade de mapear a jornada de compra do consumidor em empresas que exploram este conceito é que o omnichannel mistura o online e o offline, em uma jornada cada vez menos linear.

É por isso que pesquisas de mercado de hábitos de consumo, que ajudam a mapear as preferências, os interesses e as diferentes etapas da jornada de compra, ganham ainda mais relevância dentro de um conceito omnichannel.

9. Economia comportamental

Quando o norte-americano Richard H. Thaler ganhou o prêmio Nobel de Economia este ano, nós explicamos aqui no blog o que é economia comportamental.

O tema vem ganhando cada vez mais destaque e certamente será uma das grandes tendências de pesquisa de mercado e opinião de 2018.

Isso porque estudar economia em conjunto com outras áreas como pesquisa de mercado, psicologia, neurociência e ciências sociais não só é altamente inovador, como extremamente assertivo.

Os estudos de economia comportamental conseguem compreender o ser humano de forma muito mais profunda, levando em conta diferentes particularidades e complexidades da raça, do grupo e do indivíduo.

10. Índice emocional

Você certamente já ouviu falar em NPS, certo? Pois saiba que agora, além de medir o índice de satisfação dos consumidores com a sua marca, é possível – e necessário – medir também o índice emocional deles com você.

Como assim?

Calma que a gente explica. Em linhas gerais, o índice emocional determina a relação entre as emoções positivas e negativas que os consumidores sentem em relação à experiência que eles têm com a sua marca.

O Índice emocional é uma metodologia bem nova, e já é chamado por algumas empresas do exterior de NES (Net Emotional Score). Ele mede como a sua marca faz o consumidor se sentir. Para empresas que pretendem oferecer uma experiência do consumidor incrível para as suas marcas, este indicador pode ser o grande diferencial.

A metodologia do NES já está crescendo bastante no exterior, e é por isso que deve se tornar mais uma das tendências de pesquisa de mercado e opinião aqui em terras tupiniquins.

Preciso seguir as tendências de pesquisa de mercado e opinião?

Essas são algumas das tendências que identificamos para o ano que vem. Isso significa que você precisa fazer todas elas, ou apenas elas? É claro que não!

Pense em um desfile de moda! Você assiste a um desfile com as tendências da próxima temporada e sai comprando aqueles mesmos modelos para o seu guarda-roupa?

As tendências de pesquisa ajudam a identificar assuntos, temas e metodologias que estarão em pauta no ano que vem. Mas é preciso identificar quais são os tipos de pesquisa de mercado ideal para o seu negócio. Só assim você vai encontrar as respostas que são importantes para você.

Precisa de ajuda? Converse com o nosso time de especialistas em pesquisa de mercado por email ou pelo chat do nosso site. Nós podemos te ajudar.

Dicas de ferramentas de gestão empresarial Com a era digital, centenas de ferramentas que facilitam o dia a dia de um empresário surgiram. Muitas delas podem, incl...
9 TEDs inspiradores para quem faz pesquisa de mercado Espalhar ideias. Essa é a missão do TED, o maior evento mundial de conferências, que foi criado em 1984, inicialmente pa...
AUTOR
Daniela Schermann

Daniela Schermann

Jornalista e Líder de Marketing do Opinion Box, é especialista em Inbound Marketing e entende tudo sobre pesquisa e comportamento do consumidor. Prefere ser chamada só de Dani e está sempre aprendendo alguma coisa nova.

Daniela Schermann
Receba nossas novidades por e-mail