Gamificação: como usar a estratégia para aumentar engajamento dos consumidores

Pedro D'Angelo
Gamificação: como usar a estratégia para aumentar engajamento dos consumidores

Você já ouviu falar em gamificação? Aprenda mais sobre essa estratégia e veja como ela ajuda a engajar consumidores.

O conceito de gamificação já existe há algum tempo no mercado mas ele parece estar cada vez mais falado e mais eficaz. Mais e mais empresas têm investido nessa estratégia como forma de interagir melhor com seus consumidores, atrair novos clientes e fidelizá-los. Para quem já sabe da importância de se preocupar com a experiência do cliente, então, melhor ainda. Já é meio caminho andado para entender e aplicar a gamificação.

Neste post vamos explicar o que há por trás dessa ideia e ensinar, ainda, como a gamificação ajuda especificamente a engajar consumidores.

Gamificação: o que é e por que você precisa saber disso

Em termos simples, gamificação é uma forma de motivar e promover interação. Isso é feito através de estratégias dinâmicas e divertidas que remetem às dinâmicas dos games.

Em um exemplo prático: você sofre com a falta de ânimo para se exercitar? Imagine agora se você tivesse que correr de zumbis, não seria uma boa motivação para sair correndo? Pois bem: o app Zombies, Run! faz isso por você.

Gamificar significa aplicar conceitos de jogos às estratégias das empresas, seja no marketing, nos produtos, na estratégia de vendas ou no dia a dia da empresa internamente. Na prática, a gamificação implementa elementos de jogos para estimular as pessoas em qualquer tipo de tarefa.

O nome gamificação e sua associação com o mundo dos games é facilmente explicado. Os games, em sua essência, oferecem objetivos alcançáveis às pessoas e diversão como meio de chegar lá. E nada melhor que um bom jogo para estimular as pessoas e motivá-las, por isso o nome funciona tão bem.

E por que você precisa estar por dentro dessa estratégia? Bom, para começo de conversa, o mercado de gamificação deve chegar a 2019 valendo mais de 2,8 bilhões de dólares. Todo esse investimento será revertido em esforços de planejamento e desenvolvimento de processos de gamificação, em empresas no mundo todo.

E os objetivos desse investimento todo são os mais diversos. Gamificação pode ser usada para engajar os colaboradores na empresa, para atrair novos clientes e para divulgar o lançamento novos de produtos, apenas para citar alguns casos mais comuns.

Como funciona a gamificação?

Vale explicar que a gamificação não funciona simplesmente criando games. Ela é uma estratégia bem mais complexa, que traz elementos de games para cenários diferentes.

Um programa de fidelidade, por exemplo, apresenta gamificação. Ao oferecer recompensas após cumprir certos objetivos, esse tipo de programa lembre jogos em que você cumpre missões para vencer.

Até os apps e ferramentas que promovem interações nas redes sociais, como os famosos apps de corrida que compartilham percursos, metas pessoais batidas e quilômetros percorridos são uma forma de gamificação aplicada. Isso porque, como nos games, as metas e as interações entre pessoas (ou “jogadores”) também estão frequentemente presentes.

Resumindo, então: gamificação traz elementos de games. Não necessariamente é sobre criar games. E também não é só para oferecer diversão. A gamificação também precisa promover a interação e o engajamento, através de ações inovadoras, dinâmicas e criativas.

Para aplicar esse conceito na sua empresa, saiba o que pode ser incorporado, como por exemplo:

  • Sistemas de metas e objetivos que podem ser cumpridos e resultar em recompensas;
  • Programas de fidelidade, oferecimento de prêmios;
  • Promoção da interação entre usuários e compartilhamentos nas redes sociais;
  • Concursos culturais, promoções e sorteios;
  • Ações em aniversários e datas especiais;
  • Hotsites e apps especiais que oferecem jogos simples para apresentar conceitos, novidades e lançamentos.

Gamificação: como usar a estratégia para aumentar engajamento dos consumidores

Gamificação para atrair clientes

Trazer novos clientes nunca é fácil, mas a gamificação também ajuda.

Aspectos de gamificação podem ser aplicados para chamar atenção para seu negócio. Isso pode acontecer via estratégias e campanhas de marketing ou na criação de um material chamativo de vendas. Aplicando os princípios e dicas que exemplificamos logo acima, você consegue pensar em estratégias criativas e que vão chamar atenção do seu público-alvo.

Outra boa ideia de gamificação é promover ações do tipo member get member, como o Dropbox já faz há bastante tempo. A ideia aqui é recompensar usuários que atraem novos usuários para experimentar a plataforma.

Se você está em um negócio que precisa educar os clientes e ensiná-los sobre seu produto, pode comemorar. Por mais difícil que essa tarefa seja, a gamificação pode ajudar muito. Você pode, por exemplo, criar demonstrações interativas da sua solução e oferecê-las gratuitamente aos seus futuros clientes.

Tudo isso deve ser feito, porém, tendo sempre o público-alvo em mente. Conheça a fundo os hábitos do seu público e do seu consumidor. Só assim você vai conseguir oferecer uma boa experiência e chamar a atenção dele.

Gamificação para reter e fidelizar clientes

Outra grande vantagem na aplicação da gamificação é para reter e fidelizar clientes da marca. Um bom exemplo disso é o programa de fidelidade da Starbucks, o My Starbucks Rewards. Os consumidores se cadastram via aplicativo e ganham estrelas a cada compra realizada. Assim, eles alcançam níveis e ganham recompensas como cafés grátis e promoções.

E o resultado não podia ser melhor. Em um ano de programa 4.5 milhões de pessoas utilizaram o My Starbuck Rewards, rendendo 3 bilhões de dólares em compras.

O exemplo da Starbucks é parecido com os programas de fidelidade mais conhecidos. Estabelecendo metas e oferecendo prêmios, a marca estimula que os clientes continuem comprando.

Gamificação para impulsionar o Marketing

Claro que o marketing e a imagem da marca também podem se beneficiar da gamificação.

Chamar a atenção de potenciais consumidores com ações de gamificação é ótimo para promover, novamente, interação com a marca e gerar um buzz positivo. A receita é a mesma: promover ações entre consumidores em potencial com a sua marca.

Vale tudo pela exposição e interação com o usuário, como promover ações nas redes sociais; oferecer recompensas e promoções; incentivar o compartilhamento entre usuários; enfim, muitas ações aparentemente pequenas mas que vão recompensar. A sua estratégia de marketing, como um todo, agradece.

O Foursquare faz algo do tipo já há bastante tempo. Os usuários são estimulados a realizarem check-ins por recompensas e promoções especiais, além da simples interação entre usuários. Dessa forma, inclusive, locais e estabelecimentos que são divulgados pelos usuários via check-in também ganham exposição positiva e com muito pouco esforço.

Gamificação é para você?

Seria irresponsável dizer aqui que todos devem apostar em gamificação. Pelo contrário, você precisa se perguntar se realmente a estratégia vai funcionar para seu negócio e seu público.

Se o seu negócio é voltado para millenials, vou ousar dizer que sim, pode apostar na estratégia de gamificação sem pensar muito. Os mais jovens certamente estarão mais abertos a novas estratégias que visem melhorar a experiência do consumidor.

Mas isso não quer dizer, é claro, que gamificação é uma tendência geracional. Ela tem muito mais a ver com os rumos do mercado e o comportamento dos consumidores em geral.

Como sempre dissemos, o comportamento do consumidor muda com frequência. Por isso, antes de investir em estratégias como gamification, pesquise bem seu público. Veja como ele está familiarizado com o conceito e sua aplicação. Faça uma pesquisa para entender se realmente faz sentido para o seu público, especificamente.

E se precisar de ajuda para entender melhor o seu público, você já sabe. Fale com nosso time de especialistas que nós vamos te ajudar a entrar na mente do seu consumidor.  

Também poderá gostar de:

Marketing de relacionamento: como conquistar e fidelizar clientes As redes sociais, a internet e as novas tecnologias aproximam clientes e marcas de uma forma nunca vista até então. Hoje...
Endomarketing: o que é, por que fazer e como fazer endomarketing As ações de endomarketing ajudam a engajar seus funcionários, a melhorar o clima organizacional e a reter os talentos da...
AUTOR
Pedro D'Angelo

Pedro D'Angelo

É jornalista, mas decidiu aventurar-se com Marketing. Aqui no Opinion Box, cuida de Projetos e Relacionamento com o Cliente. Hiperativo e curioso por natureza, fala sobre qualquer assunto. Por isso, achou uma boa ideia sentar para escrever sobre eles.

Daniela Schermann
Receba nossas novidades por e-mail