Análise da concorrência: por que e como fazê-la

Daniela Schermann
Análise da concorrência: por que e como fazê la

Seja para quem está começando um novo negócio ou para quem já tem uma marca consolidada, conhecer os seus competidores é vital. A análise da concorrência é uma prática comum do mercado e que pode ser feita de diferentes formas.

Você provavelmente já entrou no site ou no Facebook de algum concorrente seu para ver o que ele está fazendo. No entanto, é possível ir muito além disso e analisar a sua concorrência de forma sistemática e estratégica.

Por que fazer análise da concorrência

É fácil pensar em uma série de vantagens que a análise da concorrência pode trazer para o seu negócio. Entender o cenário do mercado, descobrir como você está posicionado em relação aos seus concorrentes e encontrar oportunidades, pontos de melhoria e desafios são algumas delas.

Ao observar como as outras empresas estão se planejando e agindo, é possível avaliar quais estratégias e ações estão dando certo e entender quais fariam sentido para o seu próprio negócio.

Mas será que isso é correto? Muitas pessoas se perguntam isso, imaginando que observar a concorrência pode soar antiético. Se esta é uma preocupação para você, saiba que não só é correto, como totalmente necessário e incentivado por grandes autores e empresários.

Como fazer uma análise da concorrência

Existem diferentes formas e métodos para você analisar sua concorrência. Vou apresentar os que eu considero essenciais, mas lembre-se que isso pode mudar de acordo com as particularidades do seu mercado ou da sua empresa.

Definição de concorrentes

Pode parecer óbvio, mas o primeiro passo para analisar a concorrência é definir quem são seus concorrentes. E isso não necessariamente é uma tarefa simples.

Primeiramente, identifique os seus concorrentes diretos, ou seja, aqueles que possuem produtos iguais aos seus e que disputam o mesmo mercado que a sua marca. Em seguida, defina os seus concorrentes indiretos, que são aqueles que oferecem produtos semelhantes aos seus, ou que satisfazem a mesma necessidade ou desejo que o seu. Os concorrentes indiretos disputam o mesmo perfil de consumidor que você.

Ao definir os seus concorrentes diretos ou indiretos, é importante buscar identificar quais aqueles que competem de forma mais acirrada com o seu negócio. Podem ser empresas que estão localizadas geograficamente mais próximas ou que praticam estratégias de comunicação semelhantes à sua.

Por exemplo: imagine que você tem uma pizzaria. Teoricamente, todas as outras pizzarias da cidade são seus concorrentes diretos. Mas aquelas localizadas no mesmo bairro certamente apresentam uma competitividade maior com a sua. Além disso, uma hamburgueria na mesma rua pode apresentar uma ameaça maior do que muitas outras pizzarias.

Por outro lado, um supermercado que vende pizzas congeladas, em um primeiro momento, pode ser considerado um concorrente indireto, já que vende um produto semelhante. Mas é preciso avaliar que a pessoa que compra uma pizza congelada em um supermercado tem um objetivo diferente daquele que vai à sua pizzaria, em busca de um bom atendimento, uma pizza de forno à lenha e um ambiente descolado.

Com esse exemplo, fica claro entender que a definição dos concorrentes nem sempre é simples. Mas também não precisa ser um bicho de sete cabeças. Após definir sua lista de competidores, vamos à análise da concorrência propriamente dita.

Como analisar seus concorrentes

O objetivo da análise da concorrência é encontrar informações, dados e indicadores que apontem o que a empresa está fazendo para se destacar no mercado, como ela se comunica com seu público-alvo, como ela divulga seus produtos e que tipos de resultados ela está tendo.

Assim, é preciso fazer um mapeamento minucioso da marca que está sendo analisada em diferentes pontos e de diferentes formas.

Veja alguns exemplos:

Pesquisa de mercado

Ouça o que os consumidores têm a dizer sobre seus concorrentes. Eles consomem estas marcas? De que forma e com qual frequência? Estão satisfeitos ou estariam dispostos a mudar de marca? Quais qualidades e defeitos os consumidores apontam para cada um de seus concorrentes?

Essas e muitas outras respostas podem ser obtidas em uma pesquisa de mercado de análise da concorrência. A dica para se ter sucesso, nesse caso, é fazer a pesquisa com um público de consumidores isentos. Por isso, utilizar um Painel de Respondentes, nesse caso, é a melhor opção.

Sites e redes sociais

Entender a presença digital da marca concorrente também é muito importante. Avalie o site e a forma como as informações e produtos estão sendo apresentados ali. A linguagem é mais jovem e coloquial ou formal?

Descubra todas as redes sociais que a marca está presente e identifique a forma de se comunicar em cada uma, o número de seguidores, o tipo e a frequência das postagens e o engajamento do público com os posts.

SEO

SEO, ou Search Engine Optimization, é o conjunto de técnicas e estratégias que as empresas utilizam para melhorar seu posicionamento orgânico em mecanismos de busca como o Google.

De acordo com a pesquisa que fizemos sobre a jornada de compra do e-consumidor, 61% dos internautas começam suas pesquisas sobre produtos e serviços no Google e 97% sempre ou às vezes utilizam a ferramenta para encontrar mais informações sobre algo que querem comprar.

Com esses dados, é possível entender a importância do SEO para qualquer empresa que pretende sobreviver. Tendo em vista que você e seus concorrentes competem pelas mesmas posições do Google, fica fácil entender porque o SEO não pode ficar de fora da sua análise da concorrência.

Aqui, é importante entender quais palavras-chave seus concorrentes estão trabalhando e o volume de buscas de cada uma delas. Identifique o posicionamento deles e o seu para cada uma dessas palavras para prever quais são as chances de você ultrapassá-los. Existem diferentes ferramentas que podem te ajudar nessa tarefa, e eu listo algumas delas no final desse post.

Avaliações e comentários

Descubra o que os consumidores estão falando sobre os concorrentes. Pesquise por comentários e avaliações em sites de venda, redes sociais, fóruns, Reclame Aqui e outros.

Além disso, é muito importante notar como as empresas se posicionam diante das avaliações. Elas respondem, solucionam o problema ou deixam o cliente sem resposta?

Imprensa

Ao ler as notícias que saem na imprensa sobre os seus concorrentes, é possível descobrir muitas coisas. Além de identificar se a empresa tem uma estratégia voltada para a imprensa, como assessoria, porta-vozes da empresa e releases oficiais, as notícias também podem contribuir muito sobre o dia a dia da concorrência.

Você pode encontrar informações sobre faturamento, número de funcionários, lançamento de produtos, crise de imagem de marca, mudança de diretoria, ações relevantes e até problemas jurídicos.

Publicidade

Quais são as estratégias de publicidade da empresa? Em quais veículos ela anuncia? Qual o foco da campanha? Quais formatos? Investe em mídia online paga? Tudo isso precisa ser levado em conta na sua análise da concorrência para que você possa se planejar e agir.

Após esse levantamento completo e detalhado, reúna as informações de forma clara e objetiva e faça uma análise minuciosa. Identifique os pontos fortes e fracos da sua concorrência e determine também onde a sua empresa está em cada um deles.

Outros tipos de pesquisa de mercado

Existem diferentes tipos de pesquisa de mercado que podem complementar a sua análise da concorrência. As pesquisas de imagem de marca, por exemplo, servem para que você entenda como os clientes enxergam sua marca. Você também pode testar a imagem de marca dos seus concorrentes para saber quais atributos e características os consumidores associam àquela marca.

Além disso, a pesquisa de satisfação pode complementar os resultados, com dados interessantes sobre os seus clientes. Eles estão satisfeitos? Voltariam a comprar seu produto? Ao mesclar esses resultados com os diferenciais da sua concorrência, você pode encontrar excelentes oportunidades para crescer e aumentar suas vendas.

5 ferramentas para análise de concorrência

Existem diversas ferramentas online gratuitas e pagas que você pode utilizar para aprimorar a sua análise da concorrência. Listei aqui as 6 que eu considero mais relevantes:

1. Opinion Box

Não é apenas porque você está no blog do Opinion Box que estamos sugerindo essa ferramenta. Quando se trata de análise da concorrência, a plataforma de pesquisa de mercado do Opinion Box realmente é a opção mais completa e simples de utilizar que você vai encontrar no mercado.

Isso porque a nossa plataforma permite que você crie seu questionário de pesquisa de mercado sem sair da frente do computador com fotos, vídeos e diferentes tipos de pergunta. Além disso, a plataforma está integrada a um painel com mais de 100 mil respondentes em mais de 3 mil cidades de todas as regiões do país.

Assim, você pode escolher o perfil das pessoas que vão responder à pesquisa e ouvir a opinião do seu público-alvo em relação à sua marca e à dos seus concorrentes. O preço das pesquisas começa em 200 reais e varia de acordo com o número de entrevistas, o tamanho do questionário e a complexidade de encontrar o público-alvo.

Para criar uma pesquisa de mercado no Opinion Box, basta cadastrar-se gratuitamente.

2. Similar Web

O Similar Web uma excelente ferramenta para analisar o site dos seus concorrentes. Ela informa o número de visitantes e outras estatísticas de tráfego de diferentes URLs. A ferramenta apresenta em gráficos a variação ao longo do tempo, para que você avalie se aquela empresa está crescendo ou diminuindo sua presença online.

O Similar Web pode ser usada gratuitamente, mas possui diversas funcionalidades avançadas exclusivas para clientes pagos.

3. SEMRush

O SEMRush é uma ferramenta focada em gerar insights de SEO dos seus concorrentes. Ela oferece palavras-chave orgânicas e pagas, classificação de SEO, tráfego por palavras e muitas outras informações detalhadas sobre você e sua concorrência.

Para obter as informações, basta digitar a URL que se pretende analisar e imediatamente as informações serão fornecidas a você.

A ferramenta possui algumas funções gratuitas e outras pagas.

4. Google Alerts

A melhor forma de acompanhar se seus concorrentes estão sendo citados na internet é com o Google Alerts. Basta programar para que você seja notificado por email toda vez que uma palavra, frase ou expressão apareça na internet.

Você pode colocar o nome da sua empresa, dos seus competidores e outras palavras-chave relevantes para o seu negócio.

Quer saber o melhor? Tudo gratuitamente.

Agora você já tem todas as informações que precisa para analisar a sua concorrência. Que tal começar hoje mesmo?

Também poderá gostar de:

3 formas eficientes de gerar dados e obter inteligência competitiva Inteligência competitiva é um processo contínuo de monitoramento e análise estratégica, fundamental para qualquer empres...
Pesquisa de Mercado: O que é, como fazer e questionários de pesquisa No dia a dia do seu trabalho, como você costuma tomar decisões importantes? A pesquisa de mercado é uma importante ferra...
AUTOR
Daniela Schermann

Daniela Schermann

Jornalista e Líder de Marketing do Opinion Box, é especialista em Inbound Marketing e entende tudo sobre pesquisa e comportamento do consumidor. Prefere ser chamada só de Dani e está sempre aprendendo alguma coisa nova.

Daniela Schermann
Receba nossas novidades por e-mail